Esforço físico pode provocar hérnia inguinal

A hérnia inguinal é uma situação muito comum e representa uma fraqueza da parede do canal inguinal, que ocorre na região da virilha e corresponde a 75% de todas as hérnias abdominais. Este tipo de hérnia é 25 vezes mais freqüente em homens do que em mulheres e pode ser dividida em dois tipos: a hérnia direta e a indireta.

Existem dois tipos hérnias diferentes, que pioram com esforços Crédito: Patryk Choiński/ Stock.xchng Existem dois tipos hérnias diferentes, que pioram com esforços Crédito: Patryk Choiński/ Stock.xchng

A fraqueza do canal inguinal causa a formação de um pertuito, por onde se insinuam as vísceras da cavidade abdominal, formando um abaulamento na região, com discreta dor associada, que piora durante esforços como tosse, evacuação e exercícios de levantamento de objetos pesados.

Tipos de Hérnias

  • As hérnias inguinais diretas são as hérnias decorrentes da fraqueza da parede do canal inguinal, sendo mais comuns em idosos e em pessoas que se submetem a grandes esforços da musculatura abdominal: tosse crônica, obstipação (prisão de ventre), obesidade e esforços físicos.

  • As hérnias inguinais indiretas ocorrem devido a uma falha congênita da região inguinal, a persistência após o nascimento do canal peritônio vaginal e, portanto, mais comuns em crianças e adultos jovens. Constitui-se em um diagnóstico cirúrgico pelo perigo que representa, caso as vísceras abdominais fiquem aprisionadas e estranguladas neste pertuito.

    Tratamento – A técnica cirúrgica consiste na colocação de uma tela sintética para corrigir o defeito do canal inguinal, sem tensão na sutura realizada pelo cirurgião, responsável por diversas vantagens: menores índices de recidiva, menor dor no período pós-operatório, menor necessidade de repouso e retorno mais rápido às atividades habituais do paciente. De qualquer maneira, a recomendação para corredores é para se manter dentro de limites seguros em seus exercícios no período pós cirurgia, até que a cicatrização se complete.

    Este texto foi escrito por: Dr. José Marques Neto

  • Redação Webrun

    Redação Webrun

    Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

    Ver todos os posts