Especialista opina como será profissão de personal pós Covid-19

A pandemia do novo coronavírus provocou uma aceleração no processo de tornar digitais muitas coisas e o mundo do fitness e dos treinos não ficou alheio a esta tendência. Com as restrições de deslocamento e aglomerações, muitas pessoas que frequentavam academias ou que faziam treinos com professores particulares presencialmente, os Personal Trainers, migraram para um acompanhamento online e encontraram soluções para realizarem seus treinos em casa sob supervisão destes profissionais.

O treinador físico e criador do método RMax, Rafa Moreira, revela que mesmo após o fim da pandemia da covid-19, o mercado estará permanentemente mudado, assim como os hábitos e costumes de muitas pessoas, o que obriga desde já o profissional de educação física a ter novas abordagens: “Eu acredito que o exercício da profissão já mudou, não somente para Personal trainers ou profissionais de educação física, mas para todos os profissionais autônomos, no que diz respeito ao atendimento presencial.”

Ele conta que antes da pandemia já vislumbrava as aplicações das ferramentas digitais para o exercício da profissão: “Há quatro anos trás comecei a construir uma logística para um atendimento online de qualidade, já pensando nessa tendência, quando elaborei o RMax, que é a minha plataforma de treinos online. Então fui em busca de desenvolvedores web, de construir plataformas de ensino a distancia e de criar um aplicativo para os meus alunos, com o objetivo de universalizar o acesso à saude e ao conhecimento, atingindo um público maior e um mercado maior. Mas com a covid-19 este processo foi acelerado, nos fazendo avançar anos em meses.”

Especialista aponta como será o futuro da profissão de personal trainer pós covid-19
Foto: Adobe Stock

Hábitos dos clientes também mudará pós covid-19

Rafa Moreira acredita que mesmo com o retorno das atividades presenciais, hábitos serão mudados para sempre em relação a alunos e clientes: “É cada vez mais comum vermos que agora com a pandemia as pessoas estão procurando o acompanhamento à distancia de profissionais de educação física e também de nutrição, já que os respectivos conselhos regionais já permitem isto. Muitas pessoas dadas as circunstancias vão ver que é possível treinar em casa e vão preferir essa modalidade, obrigando os profissionais a terem um produto pronto para atender a esta necessidade e demanda.”

Não é o fim da profissão de Personal Trainer

O especialista ressalta que além de não ser o fim da profissão também não é o fim dos atendimentos presenciais. Contudo, ajustes precisarão ser feitos: “Eu não acho que o atendimento presencial vai acabar, embora haja uma redução natural na procura pelo presencial, mas que vamos caminhar cada vez mais para o atendimento e acompanhamento remoto como consequência destas transformações que precisaram ser aceleradas com a covid-19. Além disso, novos protocolos de segurança e higiene precisarão fazer parte obrigatória da rotina daqueles que seguirem com o atendimento presencial.”

+ Seu calendário completo de corridas está aqui!

A tecnologia como ferramenta para aumentar a relevância, alcance e ganhos

Moreira não vê a tecnologia como inimiga e acredita que apesar da crise, a internet trará mais oportunidades do que jamais foi possível em nenhuma outra época para os profissionais da área: “Hoje um Personal que trabalhe muito, acordando cedo e indo dormir tarde, pode atender em média 25 alunos por semana. Com o uso da plataforma online hoje eu consigo atender até 400 alunos em uma consultoria online e milhares de alunos na plataforma digital de treinos, aumentando muito o nosso potencial de atendimento e campo de atuação profissional. Hoje eu tenho alunos nos EUA, Polônia, Portugal, Tailândia, Indonésia, pessoas que pessoalmente eu dificilmente conseguiria atender e que se tornou mais próximo e possível graças à tecnologia. Penso que é possível aumentar os rendimentos e atender a muito mais alunos fazendo uso das tecnologias digitais.”

Para o treinador, o segredo para surfar nesta nova onda de oportunidades é acordar para o que momento exige e se capacitar: “O profissional que nao estiver antenado e com presença sólida na internet e no mundo digital pode ficar para trás e sentira dificuldades de se adaptar. Agora é o momento de despertar, mais do que nunca, para estar plenamente funcional dentro desta realidade, é preciso produzir um produto totalmente digital e estabelecer uma autoridade digital.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts