Esportes e coronavírus: saiba com o que se preocupar

Com a pandemia do novo coronavírus no Brasil, as ligas e esportes em geral interromperam suas atividades até essa onda passar. O senso comum é essencial. As olimpíadas de Verão no Japão serão adiadas para 2021, conforme previsto. Os demais jogos esportivos e provas de todos os seguimentos estão provisoriamente suspensas ou adiadas.

Recomendamos que espere e acompanhe as notícias, mas que seja mantido o condicionamento indoor, ou seja no seu confinamento. Monitore as redes e jornais, acompanhe seu treinamento online, mas mantenha-se preparado pois em breve tudo será retomado. Estamos respeitando as políticas oficiais nos esportes baseado nas recomendações da organização mundial de saúde e o momento hoje é de manutenção e trabalho de base: aproveite para fortalecer e tratar as lesões e dores que todos atletas tem.

+ Veja aqui como se inscrever para uma prova no 2º semestre de 2020!

Esportes e o coronavírus

Esportes e coronavírus: saiba com o que se preocupar - Webrun
Foto: Adobe Stock

Embora essa situação seja grave, ela também é desconhecida e especulativa, e temos que ter bom senso em tudo. No esporte você pode se contaminar através de:

  • gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro;
  • contato pessoal próximo, como beijo, abraço, toque ou aperto de mão;
  • contato com objetos de treino em comum ou superfícies contaminadas, todos seguidos de contato com a sua boca, nariz ou olhos.

Qualquer outra forma de contagio que estão me perguntando como: suor, roupa suada, piscina e outros não citados acima, ainda não foi comprovada. A recomendação é distanciamento social para retardar a disseminação do novo coronavírus mas isso não significa ficar parado e sem atividade física.

As equipes em quarentena permanecem em treinamento à distância e de forma adaptada. Devemos priorizar a segurança pública e os mais vulneráveis. Há consequências muito mais graves do que adiar um evento esportivo. Adiamos jogos o tempo todo por mau tempo e outras complicações relativamente pequenas. Eventos podem ser organizados. Ou não. Isto é bom. São esportes. A perspectiva é essencial. Mas estamos indo para tempos de introspecção. Espere e tenha paciência. Monitore, mas prepare-se. Parece uma abordagem contraditória, mas o que na vida não é?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ana Paula Simões

Ana Paula Simões

Professora Instrutora e mestre em Ortopedia e Traumatologia do Esporte da Santa Casa de SP. Membro internacional e nacional da Sociedade de medicina e cirurgia da Perna, Tornozelo e Pé. Vice presidente da sociedade paulista de medicina esportiva. Comissão da prova de título da Sociedade Brasileira de medicina do esporte. Membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e da Sociedade de Traumatologia Esportiva. E também é corredora e nadadora.

Ver todos os posts