Estrangeiros venceram a 28ª Dez Milhas Garoto

Os estrangeiros seguem sobrando na Dez Milhas Garoto, uma das mais importantes e tradicionais disputas do calendário nacional. Neste domingo, na 28ª edição, o etíope Belete Tola (Coquinho/Fila/Bioleve) e a queniana Esther Kakuri (Nova Flor/Clã dos Delfos) mantiveram a hegemonia estrangeira na competição. Belete completou os 16,090 metros entre a Praia de Camburi, em Vitória, e a Fábrica da Chocolates Garoto, em Vila Velha, com o tempo de 48min14seg, enquanto Esther fez a distância em 57min40seg.

Foto: MidiaSport/Fotolia
Foto: MidiaSport/Fotolia

O Brasil comemorou, no masculino, o segundo lugar de Gilmar dos Santos (Cruzeiro/Caixa), que marcou o tempo de  48min35seg, e a terceira colocação de Wellington Bezerra da Silva (Cruzeiro/Caixa), com 48min43seg. Entre as mulheres, o destaque foi a terceira colocação de Joziane Cardoso (Pé de Vento/Caixa), com a marca de 58min31seg.

A manhã deste domingo (3) foi abrilhantada pela 28ª Dez Milhas Garoto, O tempo nublado e a chuva em algunas trechos do belo percurso acabaram dando ainda mais ânimo para os competidores. Além da bela festa promovida pelos amadores, outra atraçào foi justamente a briga entre brasileiros e estrangeiros na Elite, que terminou, mais uma vez, com vitorias dos visitantes

“Gostei muito do percurso. Vim bem preparado e estou feliz por ter chegado aqui e conseguido  o topo do pódio. Nem mesma a parte da ponte, que todos diziam ser problema, foi tão complicado. Quando estava atrás do brasileiro, não desisti e soube aproveitar a chance para passar”, declarou Tola.

O mineiro Gilmar, por sua vez, lamentou o problema no final da prova. “Foi um resultado importante demais, até o km 14,5 estava liderando, mas acabei sentindo um pouco e o etíope me passou. Mas foi, sem dúvida, um grande desempenho”, destacou o atleta do Cruzeiro.

Que fase!

Joziane Cardoso foi a melhor brasileira Foto: MidiaSport
Joziane Cardoso foi a melhor brasileira Foto: MidiaSport

A queniana Esther Kakuri não tem do que reclamar. Afinal, ela veio ao Brasil e conseguiu dois importantes resultados seguidos, vencendo a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e a 28ª Dez Milhas Garoto. “Estou bem feliz com os dois feitos. Gostei de correr a Dez Milhas Garoto, com boas subidas e descidas. Espero voltar aqui e buscar mais uma vitória”, declarou.

A paranaense Joziane Cardoso chegou em terceiro lugar e foi a melhor brasileira na prova. “Desta vez consegui”, referindo-se ao problema que teve no ano passado, quando o calor acabou atrapalhando a corredora a poucos metros da final. Estou muito contente com esse resultado, que mostra que estou no caminho certo e em condições de brigar com as estrangeiras”, disse.

A 28ª Dez Milhas Garoto, realizada no domingo (3) e a 16ª Corrida Garotada, que aconteceu no sábado (2), registraram um recorde de inscrições: ao todo, 11 mil atletas participaram da prova mais gostosa do Brasil e a mais bonita do Espírito Santo. Ao longo da prova, nos 16,09 quilômetros, os corredores ganharam o incentivo e a torcida da população

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gabriel Gameiro

Gabriel Gameiro

Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.

Ver todos os posts