Etíope Kenenisa Bekele vence 10 mil metros na China

Bekele venceu com direito a recorde olímpico (foto: Thomas Faivre-Duboz/ Licença Creative Commons)
Bekele venceu com direito a recorde olímpico (foto: Thomas Faivre-Duboz/ Licença Creative Commons)
O etíope Kenenisa Bekele confirmou o favoritismo e faturou a medalha de ouro dos 10 mil metros da Olimpíada de Pequim, com 27min01seg17, novo recorde olímpico. Ele foi seguido pelo seu compatriota Sileshi Sihine (27min02seg77) e pelo queniano Micah Kogo (27min04seg11). O brasileiro Marílson Gomes tinha índice para essa prova, mas não correu e preferiu se concentrar totalmente na maratona, no próximo dia 24.

A competição largou às 22h45 (hora local), 11h45 hora de Brasília, com 39 atletas e encerrou as disputas do atletismo desse domingo no Estádio Nacional, conhecido como Ninho de Pássaro. Ao todo foram 25 voltas na pista de 400m

Logo de cara o pelotão africano mostrou toda a sua força e imprimiu um ritmo forte, puxado pelo representante da Eritréia Kidane Tadesse. Haile Gebrselassie, recordista mundial da maratona, começou a mostrar suas garras após cerca de 17 minutos passados e em alguns momentos brigou pela ponta.

Tadesse liderou em quase todas as parciais de passagem de volta, exceto na passagem dos mil metros, que teve o mexicano Alejandro Suarez na ponta, nos seis mil, ocasião em Haile era o líder, e nos nove mil, que teve domínio do queniano Micah. Na última volta a dupla da Etiópia apertou o ritmo, mas Micah e seu compatriota Moses Ndiema Masai não deixaram barato e os perseguiram.

Com fôlego sobrando, Sihine e Bekele iniciaram um duelo particular, que resultou na vitória desse último melhorando seu próprio recorde olímpico, que era de 27min05seg10. Haile, que optou em não correr a maratona alegando que o ar poluído poderia prejudicar sua saúde, foi o sexto colocado.

Este texto foi escrito por: Redação Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts