• Atletismo - Etiópia leva ouro e prata na maratona no Campeonato Mundial de Doha

Etiópia leva ouro e prata na maratona no Campeonato Mundial de Doha

Etiópia leva ouro e prata na maratona no Campeonato Mundial de Doha

Foto: Reprodução IAAF

Lelisa Desisa e Mosinet Geremew, ambos da Etiópia estavam entre os favoritos ao título da maratona no Campeonato Mundial de Atletismo em Doha e não decepcionaram.

Devido às altas temperaturas no Catar, a prova largou às 23hr59min do sábado para o domingo com 71 atletas, dentre eles os brasileiros Paulo Roberto de Paula, Wellington Bezerra da Silva e Wagner da Silva Noronha.  Os primeiros cinco quilômetros foram liderados pelo paraguaio Derlys Ayala com 15min06s (3’01”/km), porém o bloco com os favoritos passou exatamente um minuto atrás com 16min06s (3’13”/km), taticamente respeitando a temperatura de 29ºC com umidade de 51%, muito inadequada para uma prova de longa distância.

O paraguaio passou a marca dos dez quilômetros com 30min40s(3’04”/km) mantendo a diferença de 1 minuto para o bloco que tinha dezenas de atletas. Quinze quilômetros em 46min34s, mantendo 3’04”/km com o bloco também passando 1 minuto atrás.

A marca dos vinte quilômetros foi alcançada com 1h02min38s, porém os atletas favoritos liderados por Zersenay Tadesse da Eritreia diminuíram a diferença para apenas 6 segundos. Meia maratona em  1h05min57s (3’07”/km) e a liderança já estava dividida entre 6 dos favoritos, sendo 2 quenianos, 2 etíopes, 1 erítreo e 1 atleta da África do Sul.

Vinte e cinco quilômetros em 1hr17min38s (3’06”km), trinta quilômetros em 1h33min13s (3’06”/km), trinta e cinco quilômetros em 1hr48min48s, mantendo o mesmo ritmo de 3’06”/km, com 6 atletas no bloco e o britânico Callum Hawkins se aproximando e passando 100 metros atrás.

 Na marca do quilometro 40 foi alcançada em 2hrs04min24s com Callum Hawkins já liderando o bloco e mostrando porque é um dos atletas não africanos mais rápidos do momento.  Tadesse da Eritreia ficou um pouco atrás e então, Amos Kipruto do Quênia, Lelisa Desisa e Mosinet Geremew da Etiópia aceleram na disputa das 3 medalhas.

+ Escolha agora sua próxima corrida, clique aqui!

No último quilômetro Lelisa e Mosinet apertaram ainda mais, deixando Kipruto para trás e nos últimos 200 metros Lelisa que já havia perdido a Maratona de Boston em abril no sprint final, acelerou ainda mais e cruzou a faixa de chegada em 2h10min40s. Mosinet Geremew que tem a 5ª melhor marca na maratona de todos os tempos (2hrs02min55s) chegou em seguida com 2h10min40s garantindo a prata, assim como foi em Chicago 2018 e Londres 2019. Amos Kipruto do Quênia com 2hrs10min51s fechou o pódio ficando com a de bronze. Callum Hawkins com 2h10min57s ficou na 4ª colocação e Stephem Mokoka da Africa do Sul na 5ª colocação com 2h11min09s.

“Esta é uma grande medalha para mim e para a Etiópia “, disse Desisa aos entrevistadores da IAAF após cruzar a linha de chegada. “ Estou muito feliz por trazer esse titulo à Etiópia depois de tanto tempo”. Desisa que é colega de treinos de Kenenisa Bekele (vencedor de Berlin semana passada) já conquistou Boston e Nova Iorque.

Paulo Roberto de Paula, que em julho completou 40 anos, chegou na 19ª colocação com 2h15min19s. Wellingnton Bezerra mais conhecido com Cipó foi 44º com 2h21min48s e Wagner da Silva Noronha o 51ºcom 2h26min11s, mesmo tendo sofrido com o forte calor e dificuldades de adaptação ao clima, que fez vários atletas com ótimos tempos  desistirem.

Comentários

Tags:, , ,
Nelson Evêncio
Graduado em Educação Física. Pós Graduado em Treinamento Desportivo, Administração e Marketing Esportivo. Treinador Nível II pela IAAF. Presidente a ATC- Associação dos Treinadores de Corrida de 2009 a 2017.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade