Faltar em teste antidoping pode causar suspensão

A Agência Mundial Antidoping (Wada) divulgou em seu site oficial uma lista de perguntas e respostas sobre as conseqüências de não se apresentar para o controle antidoping após as competições, fato que pode causar suspensão de até dois anos. O documento reúne os principais pontos do Código Mundial Antidoping.

O artigo 2.4 do código, que está listado nesse documento, por exemplo, diz que não comparecer no teste pode ser considerado uma violação das regras. De acordo com o texto, faltar num teste ou não fornecer informações sobre moradia para que o teste seja efetuado, é uma falha que pode banir o atleta do esporte de três meses a dois anos.

O documento também diz que há uma flexibilidade em relação à falta em testes, de acordo com a estrutura e logística de cada país e de cada esporte. A Agência recomenda que o processo de suspensão seja iniciado somente após a falta do atleta em três testes ou após três tentativas de se localizá-lo em seu endereço, num período de 18 meses. A importância do atleta informar corretamente onde reside está na possibilidade dele receber uma visita dos fiscais de doping, que o submeterão ao teste surpresa.

Números – As estatísticas mostram que em 2006 foram feitos 3.279 testes fora das competições e em 140 os atletas não foram encontrados. Na Alemanha, o controle nacional divulgou que 385 testes deixaram de ser feitos, pois os atletas não compareceram, fato que alertou a Wada para conscientizar os competidores sobre a importância de manter seus endereços atualizados.

A lista completa de perguntas e respostas sobre faltar a testes e sobre o controle nas residências dos atletas, pode ser conferida no site da Wada (www.wada-ama.org).

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts