Fonte de sete vitaminas e antioxidantes: conheça a semente de chia

A suplementação realizada por atletas é sempre muito questionada e, em alguns casos, pode gerar dúvidas sobre sua eficácia e participação para a obtenção de resultados. No entanto, existem alimentos naturais, que podem auxiliar como suplementos devido às suas propriedades funcionais. Este, por exemplo, é o caso da semente de chia, muito poderosa e que disponibiliza benefícios para quem a consome.

+ Conheça aqui o seu calendário completo de corridas de rua!

“A chia (Salvia hispanica L.) é uma planta originária do México, com sementes pequenas e com coloração que pode variar entre preta, marrom escura, branca ou cinza”, explica a nutricionista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca, Giovanna Oliveira.

Fonte de sete vitaminas e antioxidantes: conheça a semente de chia
Foto: Adobe Stock

As sementes de chia são consideradas boas fontes de ômega 3, antioxidantes, fibras e diversos aminoácidos (isoleucina, leucina, valina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano) considerados essenciais. Ou seja, aqueles que não são produzidos pelo corpo humano, sendo necessário obtê-los por meio dos alimentos, sendo assim uma boa opção de fonte proteica.

Ao entrar em contato com líquidos, a semente forma um gel, que atrasa a conversão do carboidrato em glicose (açúcar do sangue). Isso faz com que o índice glicêmico da refeição diminua, oferecendo maior saciedade e melhor controle da glicemia sanguínea. Além disso, possui boa concentração de minerais (potássio, cálcio, ferro, magnésio e fósforo), e vitaminas (vitamina A, B1, B2, B3, B12, Vitamina C e Vitamina E).

Sementes de chia como suplemento

É uma excelente aliada na alimentação de atletas, principalmente os vegetarianos. A semente de chia também possui ação antioxidante, importante para combater o processo oxidativo causado por exercícios intensos. O recomendado pela nutricionista é que seja consumido 1 colher de sopa por dia em média. Neste caso, quando associada a uma alimentação equilibrada, é o suficiente para obter seus benefícios.

As sementes podem ser consumidas in natura, inteiras ou moídas, na forma de farinha ou óleo. Por não ter um sabor marcante, podem ser adicionadas em diversas preparações, como saladas, molhos, frutas picadas ou iogurtes. Giovanna comenta também que não há necessidade de consumi-la próximo aos treinos, podendo ser consumida ao longo do dia.

+ Clique aqui para se inscrever na corrida Sonic 5K!

“A chia pode ser uma boa aliada para corredores, por ser fonte de proteínas e de energia. Além de ter ação antioxidante, importante para combater o processo oxidativo causado por exercícios intensos”, completa.

No entanto, quando consumida em excesso, pode causar diarreia e ganho de peso, pela grande quantidade de fibras e por ser boa fonte de calorias. Além de que o excesso de fibras na alimentação atrapalha a absorção de outros nutrientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leonardo Boscolo

Leonardo Boscolo

Sou um apaixonado por esportes e aspirante a corredor. Um jornalista que vê na corrida um mundo de objetivos a serem alcançados, realizações pessoais e a oportunidade de se tornar cada dia uma pessoa melhor.

Ver todos os posts