• Treinamento - Como fortalecer os glúteos pode ajudar na sua corrida?

Como fortalecer os glúteos pode ajudar na sua corrida?

Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

Fortalecer a musculatura é prática obrigatória a quem visa um bom desempenho como corredor. Mas nem sempre todas as partes do corpo são trabalhadas da forma que deveriam, os glúteos são uma delas. Nós conversamos com o treinador da Bio Ritmo, Diego Belloti,, para entender as vantagens desse treino a quem pratica corrida.

Por que quem corre deve fortalecer os glúteos?

“É necessário, porém, meio ‘injusto’ isolar a musculatura dos glúteos quando falamos de corrida, o melhor caminho seria o fortalecimento de membros inferiores de forma geral. Mas, uma vez que a musculatura está forte o suficiente, ela consegue absorver o impacto gerado pela corrida, prevenindo as articulações de sofrerem com o excesso de movimentos”, afirma.

Participe do Brasil Ride 2017!

Quais os benefícios?

“Geralmente se pensa na musculação voltada para corrida apenas para o fortalecimento muscular, porém quando se trata de glúteos, o fortalecimento ajuda a evitar lesões nos joelhos e quadris também”, explica o treinador.

Existem exercícios ideais para fortalecer os glúteos?

“Sim, alguns ótimos exercícios para o fortalecimento dessa musculatura são: agachamento, afundo e stiff”, recomenda.

Confira como os exercícios são feitos:

Foto: Bio Ritmo

Foto: Bio Ritmo

 

Agachamento: Com os pés na largura dos quadris, o executante deve descer o tronco como se fosse sentar em um banco, tomando cuidado para não inclinar o tronco à frente e nem curvar a coluna, e retornar levantando-se. Opções de carga podem ser halteres nas mãos, ou uma barra apoiada nas costas.

 

Foto: Bio Ritmo

Foto: Bio Ritmo

 

Afundo: Com um pé à frente e o outro atrás, o movimento é parecido com o agachamento, mas nesse, a força deve ser feita prioritariamente na perna que fica à frente, e novamente, tomando cuidado para não inclinar o tronco. O exercício deve ser repetido com a outra perna à frente. Opções de carga são segurar os halteres nas mãos, e em uma opção mais avançada, uma barra apoiada nas costas.

 

Foto: Bio Ritmo

Foto: Bio Ritmo

 

Stiff: É um exercício mais complexo, porém gera uma enorme ativação dos posteriores da coxa e dos paravertebrais. Com os pés afastados na largura dos quadris, o executante deverá segurar uma barra a frente do corpo, e sem flexionar os joelhos e a coluna (não curvar) descer a barra em direção aos pés e retornar à posição em pé.

 

 

 

Comentários

Tags:, , , , ,
Carolina Abrantes
Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.
Publicidade
Publicidade