Franck Caldeira vence Gonzaguinha, última seletiva da São Silvestre

Franck espera chegar bem na São Silvestre (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br )
Franck espera chegar bem na São Silvestre (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br )

Neste domingo (13/12) aconteceu em Santana, zona norte de São Paulo, a edição 2009 da Corrida Sargento Gonzaguinha, prova de 15 quilômetros que serviu como última seletiva para a São Silvestre. Sob forte chuva, Franck Caldeira venceu a disputa masculina, enquanto no feminino Zenaide Vieira chegou com sobra.

São Paulo – O domingo amanheceu chuvoso e com baixas temperaturas na zona norte da capital paulista, condição que não desanimou os milhares de corredores que logo cedo se aqueciam na Avenida Cruzeiro do Sul, em frente à Escola de Educação Física da Polícia Militar. Os primeiros a saírem foram os cadeirantes, logo em seguida a elite feminina e depois, às 8h, a elite masculina e pelotão geral.

A chuva não deu trégua durante todo o trajeto, o que obrigou os corredores a desviar de poças d’água e procurar a melhor tangência nas curvas com cuidado para não escorregar. Logo no começo da disputa masculina um grande pelotão se formou com vários atletas, entre eles Franck e alguns de seus companheiros da equipe do Cruzeiro.

A partir do quilômetro 10 o mineiro abriu em relação aos adversários e não foi mais alcançado até cruzar a linha de chegada em primeiro com o tempo de 45min40. “Tirando a chuva e a umidade, fiz uma marca legal”, comenta. “Corri visando a preparação para a São Silvestre. Passei muito tempo longe das competições e meu tempo de treino é curto, então tenho que girar as pernas para chegar bem”, completa.

Ainda segundo Franck, empolgação e motivação não vão faltar no último dia do ano para tentar o bicampeonato de umas das mais tradicionais prova do calendário nacional. “Vou vestir a camisa da São Silvestre, ou seja, ter coração, alma, espírito e mais do que tudo preparação. Já são dois domingos que corro com chuva e nada melhor do que um dia 31 chuvoso, assim eu posso disfarçar as lágrimas caso vença novamente”.

A segunda colocação ficou com Cristiano Machado, também do Cruzeiro, ao marcar 46min23, enquanto a terceira colocação ficou com outro integrante da equipe azul e branca, Marcos Elias, com 47min08. “Foi uma prova muito boa, já que na Pampulha não corri bem e hoje consegui um pódio”, relata o vice-campeão. Já Marcos, mesmo com dores na panturrilha, se superou para chegar em terceiro. “Corri aqui pela primeira vez e gostei do percurso e da organização. Não estou treinando muito forte devido à dor, mas espero sarar logo e começar com tiros rápidos”.

Mulheres – No feminino a disputa não foi tão acirrada, já que Zenaide dominou praticamente de ponta a ponta e não deu chances às adversárias, até cruzar com o tempo de 52min52. “A chuva prejudica um pouco, mas o sol também seria ruim, então temos que nos adaptar”, comenta a especialista em provas de 3.000m com obstáculos que competiu pela primeira vez um trajeto de 15 quilômetros. “Usei a prova como teste, mas não consegui dar meu máximo, pois corri sozinha e fiquei com medo de quebrar. No quilômetro cinco passei muito rápido e fiquei preocupada, então cheguei com um pouco de gás no final”.

A representante da equipe Rede Atletismo conta ainda que vai correr a prova do último dia do ano e algumas outras corridas de rua, mas não pretende abandonar as pistas de atletismo. “Tenho meu foco maior na pista, até porque quero estar na Olimpíada. Na São Silvestre, pretendo correr com as meninas até onde der e tentar um ritmo mais forte do aqui na Gonzaguinha”. Já que a ideia é estar bem preparada, as guloseimas no natal terão que ser sacrificadas. “Vou ter que comer frutinha, peito de peru e só”, brinca.

A segunda colocada foi Edielza Alves dos Santos com 53min52, enquanto a terceira foi Adriana Aparecida da Silva, com 54min01. “Corri bem, estou melhorando cada vez mais e espero chegar bem na São silvestre, estou treinando para isso”, relata a segunda colocada que também representa o Cruzeiro. Já Adriana, do Clube Pinheiros, acredita que pode melhorar. “Hoje foi um teste para a São Silvestre e deu para ter uma noção de como mais ou menos será no dia. Acho que estarei bem, mas ainda tenho alguns dias para treinar e conseguirei correr junto com as primeiras”.

A Sargento Gonzaguinha do ano que vem já começa a ser planejada pela Yescom desde agora, já que além de servir como seletiva para a São Silvestre como tem acontecido nos últimos anos, outro fato marcante deixará a prova ainda mais concorrida. Trata-se do centenário da Escola de Educação Física da Polícia Militar.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts