Guilherme Manocchio é forte candidato ao título brasileiro no Ironman

Guilherme Manocchio foi o vice campeão do Ironman Brasil ano passado (foto: Alexandre Koda/www.webrun.com.br)
Guilherme Manocchio foi o vice campeão do Ironman Brasil ano passado (foto: Alexandre Koda/www.webrun.com.br)

Grande promessa para levar o primeiro título brasileiro no masculino do Ironman Brasil, Guilherme Manocchio conta à reportagem do Webrun como está se preparando para a prova, que acontece no dia 27 de maio em Florianópolis.

Guilherme foi o segundo colocado no Ironman Brasil ano passado, chegando dois minutos atrás do campeão, o argentino Eduardo Sturla. Com essa marca, o triatleta paranaense foi o melhor brasileiro da prova e, para esse ano, chega a Florianópolis pensando na vitória.

Expectativas – “Eu fiz o melhor que eu podia nos treinos, então acho que tenho totais condições de lutar pela vitória”, conta o triatleta, que completou o Ironman África do Sul na 10ª posição. A competição africana aconteceu no dia 22 de abril, a um mês da prova brasileira.

Concluir duas vezes seguidas as distâncias de 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e mais 42 de corrida não é fácil. “Esse ano tentei fazer um volume um pouco maior, minha base foi mais extensa”, explica. No entanto, o triatleta sentiu a consequência. “No começo do ano eu melhorei muito meu rendimento, mas depois eu fiquei um pouco cansado”.

A pressão pelo primeiro lugar existe, mas não preocupa Guilherme. “É lógico que a gente sempre quer a vitória, mas se pegar um terceiro, quarto lugar eu também fico tranquilo, estou com o dever cumprido e sei que fiz o meu melhor”, comenta o triatleta, que tem 29 anos.

Treinamento – O preparo para um prova como Ironman precisa não só de competência nas três modalidades como também condicionamento para provas de resistência, treinados à exaustão durante todo o ano ou mais. No caso de Manocchio, a sua meta principal foi melhorar o ciclismo.

“Eu não me preocupava muito com a corrida, porque eu tenho mais facilidade com provas de longas distâncias. A natação não é problema para mim também. Então o ciclismo foi a modalidade que eu mais treinei”, analisa.

A elite do esporte passa ao menos quatro horas pedalando os 120 quilômetros, o que justifica a modalidade ser a que mais exige resistência do atleta.

Até o dia da prova em Florianópolis, Guilherme pretende diminuir os treinos de potência e também diminuir o volume total de treinos, para recuperar o organismo. “Quero estabelecer um padrão de saúde normal, para chegar no dia da prova 100%”, justifica.

Concorrência – O Ironman Brasil reúne atletas de alto nível do esporte e, como comenta Guilherme, todos chegam lá para vencer. O goiano Santiago Ascenço é também promissor candidato ao título. “Ele já tem um histórico bom na prova, então é bom sempre ficar de olho nele”, diz.

Nomes como Eduardo Sturla, Oscar Galindez e Ezequiel Morales formam o trio argentino forte na competição. “Eles já conhecem bem a prova, tem que tomar cuidado”, alerta.

No entanto, o que faz mesmo a diferença no Ironman, para Guilherme, é a concentração. “Todo mundo chega muito bem treinado. Então aquele que estiver melhor no dia, mais concentrado e com mais vontade de vencer vai ser aquele que vai conseguir o melhor resultado”, analisa Manocchio.

O Ironman Brasil acontece no dia 27 de maio em Florianópolis a partir das 7h. Acompanhe a cobertura completa ao vivo pelo Webrun.

Este texto foi escrito por: Fabiana Coletta

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts