A importância do descanso no planejamento de quem pratica atividade física

Todo atleta almeja aprimorar a sua performance. Mas não é só com treinos que os melhores resultados chegam. Um bom desempenho é a associação de boa alimentação, treinos regulares e um descanso apropriado.

O repouso entre os dias de atividades físicas intensas é um dos principais fatores responsáveis por uma boa execução de treinamento, isto porque quando o corpo se exercita, a musculatura sofre estresse e fadiga, então as energias, tanto físicas quanto mentais, são exauridas. Quando não há um descanso adequado, podem ocorrer lesões, cansaços e dores musculares ocasionadas pelo overtraining.

+ Siga o Webrun no Instagram!

A importância do descanso no planejamento de quem pratica atividade física
Foto: Adobe Stock
O que é o overtraining?

O overtranining acontece quando há uma súbita queda de desempenho do atleta, na maioria das vezes, ocasionada pelo treinamento em excesso e pela falta de descanso apropriado.

Esta condição é muito ruim, porque traz consequências físicas e psicológicas, que podem ser: dor no peito; falta de ar; estresse; sono ruim; variações de humor; cansaço excessivo, entre outros.

Os treinos de alta intensidade presentes na rotina de atletas, frequentemente acompanhados de muita pressão psicológica para exibição de resultados, é um dos motivos que levam pessoas a entrarem em um mau planejamento  de treino, que pode ocasionar consequências gravíssimas.

Por que o corpo precisa de tempo para se recuperar?

O descanso é a oportunidade  que o organismo tem de se recompor, utilizando uma série de combinações: nutrientes processos biológicos e ciclos hormonais.

+ Veja aqui como se inscrever em uma corrida virtual!

Os principais benefícios do repouso entre treinos são:

– A mente conseguir relaxar;
– O músculo se recuperar;
– Diminuir-se a possibilidade de lesões;
– Evita-se a tendinite.

O repouso não quer dizer, necessariamente, ficar sem praticar exercícios físicos. É possível praticar todos os dias, mas, com a orientação necessária, sempre alternando os tipos de treino.

Ciência da Recuperação

Até pouco tempo atrás, a ciência do esporte se esmerava em criar programas para aprimorar, cada vez mais, os treinamentos dos atletas, de uma maneira que o desempenho esportivo fosse cada vez maior. Porém, o avanço científico permitiu uma evolução importante que suscitou questionamentos com relação aos limites do corpo humano.

Hoje, há cientistas que se dedicam a uma nova área, promissora no quesito de saúde e performance do atleta. Esse ramo científico chama-se ciência da recuperação pós-treino e já é bastante seguido pela comunidade esportiva. Existem dois princípios, relacionados à recuperação, que são de extrema importância conhecer:

Os músculos necessitam repor as energias imediatamente após o exercício. O glicogênio muscular é o mecanismo que precisa ser reabastecido e isso pode realizar-se de duas maneiras: através da ingestão de nutrientes (carboidratos) e de repouso;
Os músculos precisam de uma recuperação do dano tecidual, responsável pelo remodelamento dos músculos. Como no princípio anterior, a conciliação entre nutrientes e repouso é a responsável pela regeneração necessária dos músculos.

Esta é apenas algumas das descobertas da “ciência da recuperação”, que ainda tem muito a mostrar à sociedade seus novos conhecimentos.

Praticar corrida todos os dias é ruim?

Como você leu anteriormente, atividades intensas diárias e repetitivas não são indicadas, pois o corpo precisa de um repouso adequado.

Há uma falsa ideia de que o treinamento diário fará o atleta ter mais rendimento. É possível variar o tipo de atividade física e, assim, praticar exercícios todos os dias, porém, a insistência em manter o mesmo tipo de prática física diariamente pode levar a uma série de graves consequências.

Para quem é atleta, a dica é alternar um dia de corrida por um de treinamento muscular, por exemplo.

A importância do sono no processo de repouso
Quem já não teve um dia estressante porque dormiu mal? Uma noite de sono ruim faz mal para qualquer pessoa. Isso é ainda mais válido para quem é atleta, que precisa de uma boa produção hormonal, estar bem mentalmente e ter um bom desempenho físico.

O sono é parte importante desse processo de repouso, porque permite aumentar ou diminuir a produção de alguns hormônios que são extremamente importantes para a recuperação muscular, como é o caso do GH.

+ Encontre seu próximo desafio aqui!

Como atingir um bom desempenho com o descanso?

Balancear treino, descanso e boa alimentação é a maneira certa de conseguir uma boa performance na modalidade que se pratica. O descanso deve ser uma dessas partes, que é tão fundamental quanto as outras.

Entender os limites do corpo também é importante. Se há dores ou incômodos constantes, o ideal é procurar um médico.

Encontrar profissionais capacitados que possam fazer um acompanhamento sério é a melhor recomendação para quem deseja ter sucesso no esporte.

→ Saiba mais sobre o Dr. Bruno D’Angelo.

Leia também:

– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance
– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?

– Conheça os principais benefícios da caminhada para a saúde
– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis 
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bruno D´Angelo

Bruno D´Angelo

Dr. Bruno D´Angelo é médico e tem como foco a medicina do esporte, a nutrologia e a dermatologia estética. É especializado em emagrecimento, hipertrofia muscular e harmonização facial. CREMESP: 133937.
Site: drbrunodangelo.com.br/ Instagram: @dr.brunodangelo

Ver todos os posts