Perder gordura localizada na barriga: entenda a importância para a saúde

Perder gordura localizada na barriga muitas vezes é visto apenas sob a ótica estética, mas o problema maior deve ser a saúde. A obesidade abdominal é um fator de risco para doenças cardíacas, como o infarto e o AVC.

Segundo o cardiologista Dr. Paulo Manuel Pego Fernandes, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, existem dois tipos de gordura abdominal. “A que se localiza sob a pele, chamada subcutânea, e a perivisceral, que se acumula dentro do abdome, junto ao intestino e ao estômago, sendo essa a mais perigosa”, explica o especialista.

Entenda a importância de perder gordura localizada na barriga
Foto: Adobe Stock

O educador físico Rafael Oliveira, da rede de academias Selfit, por sua vez, destaca os problemas que podem ocorrer em decorrência de uma circunferência elevada.

+ O seu calendário completo de corridas de rua está aqui!

“A circunferência abdominal e de cintura são dois indicativos de risco de coronariopatia. Existe uma relação que pessoas com grande circunferência abdominal têm um risco mais elevado de ter diabetes, colesterol e infarto, entre outros problemas cardíacos, do que as pessoas que não possuem uma grande circunferência”, alerta o profissional.

O risco para as mulheres é quando a circunferência abdominal ultrapassa os 88 cm e, nos homens, 102 cm. Se a cintura tem medidas superiores a esses indicadores, é fundamental buscar ajuda médica para os devidos acompanhamentos e testes. Além disso, é possível romper a barreira do sedentarismo.

Como perder gordura localizada na barriga

– Caminhada: Para quem não faz nenhuma atividade, o ideal é começar com a caminhada, buscando alternar a mais leve com a mais acelerada, por ao menos 30 minutos por dia para chegar a três horas semanais. A partir disso, basta aumentar o tempo e o ritmo, podendo até virar uma corrida.

– Treino, e não exercício: Não existe um ou outro bom exercício para queimar gordura. Existem metodologias, como o HIIT, musculação focada para o emagrecimento e treino cardio. Enfim, não é um exercício que vai queimar a gordura e sim o treinamento em si.

– O HIIT: High Intensity Interval Training é um treino curto, mas que pode ser uma alternativa boa para quem quer queimar calorias de uma forma mais rápida, além de tonificar a musculatura. Com isso, sobra mais tempo para aproveitar o verão.

Oliveira, no entanto, orienta que se a pessoa nunca praticou a atividade, é preciso fazer de forma gradativa. “E quem já pratica a atividade e deseja aumentar a intensidade, é necessário que o educador físico avalie se é realmente o momento. Esse tipo de treino nem sempre é uma constante, pois, além do treinamento intenso, exige descanso e adaptação.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts