Inchaços nas pernas em dias quentes podem ser evitados

Inchaços nas pernas em dias quentes podem ser evitados
Foto: Adobe Stock

No verão, um dos principais problemas enfrentados pela população é o inchaço das pernas. Ele ocorre por diversas situações frequentes durante a estação mais esperada do ano, dentre elas, a exposição ao sol, imobilização prolongada durante as viagens e maus hábitos de saúde e alimentares.

O corpo humano possui um complexo sistema circulatório, que permite que componentes vitais como o sangue, a linfa – substância presente em todo o corpo – e o plasma sanguíneo, que contém oxigênio, proteínas, glicose e glóbulos brancos, se espalhem por todo o corpo.

+ Siga o Webrun no Instagram!

Porém, no retorno ao coração, elas fluem em um sentido contra a gravidade, de baixo para cima, tornando a atividade mais difícil, pois, o líquido por si não consegue subir espontaneamente. Por isso, é muito essencial que a circulação sanguínea esteja funcionando perfeitamente, para evitar o acúmulo de líquidos nas pernas e pés, causando inchaços.

“Para que o retorno do sangue venoso e da linfa aconteça de forma eficiente, é necessário que a musculatura da panturrilha funcione bem e esteja em atividade. Então, quando ficamos muito tempo parados na mesma posição, seja sentado ou de pé, sem movimentá-la, dificultamos o retorno da circulação veno-linfática”, explica o cirurgião vascular e presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, Dr. Bruno de Lima Naves.

Ainda, o calor dilata as veias, o que faz aumentar a pressão que o vaso precisa aplicar para devolver o sangue para o coração. Já quando há contato direto do sol nas pernas, o problema intensifica-se, pois existe um retardo temporário da função dos vasos linfáticos. Esse conjunto de situações pré-dispõe o indivíduo ao chamado edema (inchaço) venoso e linfático. “Em relação à dieta, o excesso de sal e comidas muito gordurosas ajudam a reter líquido e predispor ao edema”, complementa Dr. Naves.

+ Faça sua inscrição para seu próximo desafio!
+ Participe de um desafio virtual.

Porém, o cirurgião vascular explica que o quadro é controlado com algumas medidas simples, que podem ser adotadas no dia a dia, como evitar imobilizações prolongadas no decorrer do dia. É necessário que a cada 50 minutos parado, a pessoa tire dez minutos para exercitar as pernas e ao menos 30 minutos de atividades físicas diárias; diminuir o consumo de sal e comidas gordurosas durante o verão; elevar as pernas por ao menos 15 minutos, três vezes ao dia. Se possível, realizar uma compressa fria nos membros inferiores durante o processo. A dica é ótima para quem chegou de viagens longas e exaustivas.

É muito preciso ressaltar que inchaços recorrentes também podem indicar doenças vasculares, como varizes e linfedemas. Por isso, é extremamente importante a avaliação de um angiologista ou cirurgião vascular para realizar uma análise mais profunda de cada caso.

Leia também:
– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance
– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?
– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts