Isto aqui faz bem! Não faz mais… Agora faz bem de novo!

A capa de alguma revista semanal de grande circulação anuncia: a ciência descobriu um novo alimento que é proibido para você.

E, de maneira cíclica, volta atrás.

A culpa não é dos jornalistas. O fato é que a ciência gosta mesmo de mudar de ideia. Selecionamos aqui alimentos polêmicos, que estão sempre permeando a discussão entre diversos setores da sociedade.

O que hoje você acha que é a salvação amanhã pode te matar e o inverso: o vilão de hoje será o herói de amanhã.

Moral da história? Moderação para todo consumo ou hábito é o segredo da vida saudável.

Confira o Status Quo atual de cada alimento nesta lista, com heróis e supervilões. Mas leia logo. Amanhã a ciência já pode ter mudado de ideia a respeito deles.

1. Ovo

Status atual: herói

Por que já fez mal? Tem bastante colesterol, cerca de 210 miligramas por unidade (o recomendado para ingestão diária é 300 miligramas).

Por que mudaram de ideia? O ovo é um alimento super completo, e, ingestão de colesterol, associada a exercícios, também faz parte de uma dieta equilibrada.

A nutricionista Amanda Rodrigues explica que os malefícios dependem da quantidade consumida. “O correto é evitar excessos, pois tudo que não está em equilíbrio pode fazer mal. Não existe problemas em consumo diário, já que ele é ótimo para a saúde”.

Foto: leekris/fotolia Foto: leekris/fotolia

2. Margarina

Status atual: vilã

Por que já fez bem?Considerada a “manteiga do bem” por ter menos colesterol ruim e gorduras saturadas.

Por que agora faz mal? É feita através da hidrogenação de óleos vegetais, processo que gera a temida gordura trans. Além disso, contém um processo mais sintético e industrializado, formando um produto menos natural e com mais riscos gerais à saúde.

3. Açúcar

Status atual: vilão

Por que já fez bem? É importante componente energético e causa sensação positiva através da produção de serotonina.

Por que agora faz mal? Principal agente causador de doenças sérias como diabetes e obesidade pela alta concentração calórica.

4. Isotônicos

Status atual: herói após esporte, vilão no cotidiano

Benefícios: repõe rapidamente sais minerais como potássio e sódio, perdidos durante atividade física. Ajuda na hidratação e combate câimbras.

Malefícios: tem alta quantidade de sódio, o que pode agravar problemas circulatórios, como hipertensão e problemas renais.

“Não devemos incluir os isotônicos fora de uma demanda física. Quando isso acontece pode haver ganho de peso, além disso a maioria contém corantes e aditivos químicos. Diabéticos e hipertensos devem evitar o consumo”, diz a nutricionista.

5. Leite

Status atual: vilão

Por que já fez bem? Tem uma grande concentração de cálcio, proteínas e vitaminas essenciais.

Por que agora faz mal? Adultos têm deficiência na produção de lactose, enzima de digestão do leite, com isso cientistas associam o consumo à diversas doenças e processos inflamatórios. Estudos alegam que mamíferos deveriam tomar leite apenas até os dois anos de idade.

Foto: Grafvision/fotolia Foto: Grafvision/fotolia

6. Chocolate

Status atual: herói

Por que já fez mal? O consumo associado à maior ingestão de gorduras saturadas e açúcar gera elevação do colesterol e aumento do risco de doenças, como pressão alta e diabetes.

Por que agora faz bem? É um alimento muito nutritivo. Contém proteínas, gorduras, cálcio, magnésio, ferro, zinco, caroteno, vitaminas E, B1, B2, B3, B6, B12 e C. O consumo moderado de chocolate amargo pode trazer benefícios para a saúde humana devido à presença de flavonóides, além das propriedades antioxidantes

7. Alimentos Diet

Status atual: vilões

Por que já fizeram bem? Na busca de uma alternativa saudável, uma onda de alimentos diet invadiram o mercado, a maioria substituindo em sua composição, açúcar por aspartame.

Por que fazem mal? As substâncias que substituem o açúcar são conservantes e aditivos químicos sintéticos. Super prejudiciais à saúde.

A nutricionista Amanda alerta pelo processo de fabricação que esses alimentos passam. “Eles recebem diversos tipos de corante, conservante aditivo químico. O ideal é comer alimentos da forma mais natural possível”.

8. Café

Status atual: herói

Por que já fez mal? Foi considerado um malefício social e a cafeína um estimulante causador de insônia, desidratante e ruim para o estômago.

Por que faz bem? É agente termogênico ou seja, emagrece, aprimora foco, energia, concentração. Controla pressão e faz bem para o coração.

Foto: mimohe/fotolia Foto: mimohe/fotolia

9. Soja

Status atual:vilã

Por que já fez bem? Substituta proteica em dietas veganas e base para muitas culinárias saudáveis, possui fórmula nutricional completa.

Por que agora faz mal? Símbolo de alimentos com mutações transgênicas, a soja contém substâncias alergênicas e antinutrientes. Contém fitoestrogênio, que pode trazer desequilíbrio hormonal.

Para a nutricionista a soja também é carta fora do baralho. “Não recomendo o consumo, pois a que temos disponível no mercado costuma ser transgênica e possui elevado teor de antinutrientes, além de potencial alergênico”.

10. Cerveja

Status atual: herói

Por que fez mal? Ingestão de álcool é maléfica para qualquer dieta. Rica em calorias, a cerveja engorda e não traz nenhum benefício nutricional, além de desidratar o corpo.

Porque agora faz bem? Recentes estudos mostram que a cerveja faz bem para ossos, rins e sistema circulatório. Além disso, o álcool ajuda na prevenção à diabetes, já que aumenta a sensibilidade à insulina.

Este texto foi escrito por: Daniel Krutman

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts