Joanete: saiba o que fazer se você sofre com o problema

O Hálux Valgus, ou como popularmente conhecido Joanete, é uma deformidade do “dedão” do pé que afeta principalmente mulheres. Normalmente começa a se apresentar após a Menarca (primeira menstruação) ou durante a vida ativa, onde costumeiramente ela usa mais calçados de salto e de bico fino, após a menopausa e novamente depois dos 60 anos, podendo alcançar grandes desvios e deformidades.

A principal consequência de toda essa evolução são sintomas como dor, dificuldade para usar calçados e calosidades intratáveis. Nas mulheres, fatores hormonais e uso de calçados de bico fino são os principais agravantes.

joanete
Foto: Ortopedia & Traumatologia

No homem, onde a deformidade é menos comum (18x) e os sintomas se exacerbam devido a áreas de maior pressão e sobrecarga dos dedos dentro dos calçados.

Tratamento para Joanete

Existe tratamento não cirúrgico para o joanete? Infelizmente não. O que se realiza de tratamento não cirúrgico tem o objetivo somente de aliviar os sintomas, tratando a consequência, mas não a causa da dor. O uso de silicones, adesivos, separadores de dedo e calçados adaptados não corrigem a deformidade óssea.

Mas é obrigatório o tratamento cirúrgico? Também não. O tratamento é indicado para aqueles pacientes nos quais as limitações são importantes ao ponto de buscar uma alternativa para corrigir o problema.

+ Seu calendário completo de corridas está aqui!

Pensando em tratamento cirúrgico, diversos mitos existem e precisam ser esclarecidos. É frequente em consultas médicas as seguintes questões: dói muito depois da cirurgia? Preciso ficar muito tempo sem pisar se eu operar? Operando um joanete ele volta depois? Hoje temos capacidade de responder estes questionamentos com confiança. Podemos pisar no dia seguinte do procedimento cirúrgico, já que as modernas técnicas de anestesia aliviam de forma efetiva a dor após o procedimento. Ademais, um joanete bem corrigido não trará mais problema para a paciente.

Por fim, a escolha do melhor tratamento é uma decisão pessoal e a melhor época para realizar a cirurgia depende das limitações que temos no nosso dia a dia.

O cuidado constante com os pés, evitando calçados impróprios para as atividades onde ficamos por mais tempo e com mais frequência com eles nos pés pode ser uma ferramenta útil para o alívio dos sintomas. E aqui temos uma dica: compre os calçados ao final do dia – após as 17h, e os experimentem fora dos tapetes presentes nas lojas, assim podemos ter mais confiança na compra e na certeza do conforto.

*Fonte: Daniel Baumfeld, especialista em Medicina e Cirurgia do Pé e do Tornozelo. Mestre e Doutor em Ortopedia. Professor Adjunto na UFMG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts