• Saúde - Joelho de corredor: conheça os principais problemas que você pode ter e como se prevenir

Joelho de corredor: conheça os principais problemas que você pode ter e como se prevenir

Dores nos joelhos são comuns, principalmente em atletas. Quase todos sentem ou vão sentir dor no joelho em alguma fase da vida. Elas independem do sexo ou da faixa etária, qualquer um está sujeito a tê-las, até mesmo crianças. Já que os joelhos são muito exigidos, seja nas atividades do dia a dia, no trabalho, ou nos exercícios físicos.

Entretanto, é preciso ficar atento, pois o que é um simples incômodo agora, se não tratado, pode gerar uma artrite (processo de inflamação na articulação) ou até mesmo uma doença degenerativa no futuro, que é o caso da artrose.

Quais fatores propiciam problemas no joelho?

As principais causas das lesões e doenças nos joelhos estão ligadas a fatores que podemos combater ou em alguns casos tratar: obesidade que causa sobre carga nas articulações, pé chato (plano), joelho valgo (ou joelho em X, um desvio da perna em que o fêmur tem uma inclinação para dentro), doenças reumatológicas (afetam as articulações), entre outros.

Traumas no joelho são popularmente conhecidos por serem difíceis de tratar. Porém, o ortopedista Dr. Pedro Baches Jorge pontua que pessoas com lesões que atingem essa área, na maioria das vezes, podem voltar a ter o mesmo padrão de vida após seguirem o tratamento médico adequado. Ele listou os problemas mais recorrentes nos joelhos e os seus tratamentos.

+ Você vai encontrar Wally correndo! Clique para saber mais sobre a prova e se inscrever.

Foto: Fotolia

– Lesão no menisco

O menisco é uma estrutura fibrocartilaginosa em forma de “C” que funciona como amortecedor no joelho. “Ele é capaz de suportar toda carga que passa pela articulação, mas pode apresentar lesões no caso de atletas, excesso de peso, movimentos em falso e prática esportiva sem uso de tênis adequado”, alerta. O profissional complementa que o tratamento varia de acordo com cada caso e pode ser feito com a administração de anti-inflamatórios específicos, infiltração de ácido hialurônico e até cirurgia dependendo do grau da lesão.

– Artrose

É uma doença que pode afetar todas as articulações e se caracteriza pelo desgaste de cartilagens que protegem essas articulações. No joelho o problema causa dor, inchaço e a perda progressiva do movimento. O tratamento também pode ser feito com analgésicos, anti-inflamatórios, infiltrações, além de fisioterapia e hidroterapia, para alívio da dor e fortalecimento muscular. Em último caso, é realizada a cirurgia de artrose, conhecida como a colocação de prótese no joelho, que restabelece o alinhamento da articulação e a estabilidade.

– Rompimento do ligamento cruzado anterior

O ligamento está localizado em um ponto central no joelho e é responsável por unir o fêmur à tíbia. A lesão ocorre quando há torção do joelho com o pé fixo no chão, fazendo com que o ligamento não suporte a rotação da articulação e se rompa. “Esse tipo de lesão é mais comum em atletas amadores pela falta de condicionamento físico. O único tratamento recomendado na maioria dos casos é a cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior”, informa.

+ Garanta sua vaga na Asics Golden Run!

Cuidados para prevenir

Nem todos os problemas nos joelhos podem ser prevenidos, mas tomando determinados cuidados dá para mantê-los saudáveis e diminuir as chances de lesões e futuras doenças. A ortopedista Drª Ana Paula Simões deu 4 dicas essenciais:

1. Fortalecer a musculatura do joelho

A doutora explica que o fortalecimento consiste em fazer exercícios que criem um envelope de força no joelho para que o atleta corra sem lesar as articulações, em especial a cartilagem e os meniscos – que agem como amortecedores de impacto. O que deve ser feito? Exercícios funcionais que foquem nas necessidades e objetivos do atleta, aliados com treinos focados em fortalecer a musculatura, para que o joelho tenha suporte para amortecer e impulsionar durante a corrida.

2. Buscar e manter o peso ideal

A grande maioria de nós deseja e procura estar dentro do peso indicado para a nossa estrutura corpórea individualmente. A ortopedista aconselha a tentar manter o IMC principalmente e a massa magra sempre dentro do padrão recomendado para seu corpo evitando a sobrecarga do joelho. “Quando estamos acima do peso precisamos carregar mais peso, então o joelho sofre com o próprio sobrepeso”, afirma a especialista.

3. Evitar a sobrecarga da planilha de exercícios

“Também tem a ver com a sobrecarga, mas nesse caso é a sobrecarga da planilha, ou seja, às vezes a gente se empolga, quer fazer um treino um pouquinho mais longo, tentar se superar, e a planilha fica mais intensa sem ser de forma progressiva”, continua Ana Paula. É normal que atletas queiram se desafiar e estimular o corpo a ir além. O problema é que isso precisa ser aos poucos para a manutenção da saúde do corpo. O mais indicado é que o corredor faça treinos planilhados, seguindo uma evolução contínua da quilometragem ou pace.

4. Correção dos fatores biomecânicos

Postura, técnica, impulso, aterrissagem, pisada, forma de movimentar o joelho fazem parte da biomecânica da corrida. Muitos atletas cometem erros em algum fator que pode causar dor ou lesão. Por isso é tão essencial que corredores tenham acompanhamento de um especialista, para corrigir essas falhas e descobrir a própria biomecânica. Esse cuidado é essencial para quem já está começando a sentir dor.

A Drª Ana Paula ainda deu uma dica extra para os que mesmo tomando os cuidados notarem dor, vermelhidão ou inchaço nos joelhos a ponto de incomodar e atrapalhar a performance do atleta: procure um médico especialista para investigar para que ver já está acontecendo alguma lesão.

+ Clique aqui e escolha seu próximo desafio na corrida!

Comentários

Tags:, , , ,
Carolina Abrantes
Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade