Você pode estar machucando seu joelho. Entenda o motivo e saiba como parar

Quem já teve problemas nos joelhos sabe, sem eles é praticamente impossível praticar atividades físicas. Quase todas geram impacto e acabam causando grande prejuízo quando não estão em bom estado. É preciso ficar sempre atento aos sinais que o corpo dá, não deixando que chegue até o pior estado para cuidar.

O principal vício de movimento que causa problemas, sendo estudado há anos, é o valgo dinâmico. O fisioterapeuta e colunista do Webrun, Claudio Cotter, explica o que é. “No momento da flexão do joelho, para desaceleração do impacto da corrida ou salto, ocorre uma rotação interna, que tem como consequência a sobrecarga de estruturas articulares como ligamentos, tendões, meniscos e cartilagens”. Ele recomenda evitar o tipo de postura abaixo, tanto parado como em movimento.

Cuidado com a falta de orientação nos treinos Foto: Arquivo pessoal
Cuidado com a falta de orientação nos treinos Foto: Arquivo pessoal

Como evito isso?

“Todas as técnicas tanto de fortalecimento como posturais, dentro da fisioterapia, preconizam a estimulação dos músculos rotadores externos de quadril, para evitar esta rotação interna do joelho, pois o movimento em sua maior parte ocorre no quadril, já que o joelho tem uma amplitude de rotação muito pequena”.

É preciso ter uma visão ampla e entender que a estabilidade do movimento de flexão do joelho, ocorre em todas as articulações, desde o pé até a cabeça, portanto não é fortalecendo apenas um músculo que está tudo resolvido.

Inscreva-se aqui para a 15ª Meia Maratona de São Bernardo do Campo!

Saiba quais são as lesões mais comuns no joelho

Pequenas tendinopatias (tendinites) são muito comuns e às vezes nem são tratadas como deveriam, sendo que algumas até melhoram sozinhas, sendo adaptativas a uma mudança brusca nos treinos.

“Lesões de meniscos (os coxins de amortecimento dos joelhos) são muito comuns também, geralmente ocorrem por correr muito tempo com algum desalinhamento articular, o que gera sobrecarga”, explica o fisioterapeuta.

Aprenda a cuidar dos joelhos e evite ter que parar de correr Foto: Monika Wisniewska/Fotolia
Aprenda a cuidar dos joelhos e evite ter que parar de correr Foto: Monika Wisniewska/Fotolia

Aprenda a tratar

É importante uma boa avaliação inicial para as causas primárias da lesão. Normalmente quando há este tipo de desvio articular pode haver uma alteração importante de postura, gerando a necessidade de uma primeira fase com trabalho postural, seguida de melhora da coordenação na dinâmica, desenvolvendo assim a benefícios para o gesto esportivo, com consequente diminuição da sobrecarga articular

Nesta fase, podemos ainda acrescentar um trabalho como a Força Dinâmica, que visa segmentar o gesto da corrida em várias partes, melhorando a aplicação de força e a percepção de cada um dos movimentos da corrida.

Dicas

O fisioterapeuta é o profissional adequado para a fase da reabilitação e início da reestruturação do movimento. O treinador deve cobrar melhor postura e fortalecimento, dentro do conceito de pós reabilitação.

“A avaliação biomecânica por imagem pode ser uma ferramenta muito útil, se realizada por um profissional capacitado, pois o software ajuda a diagnosticar, mas quem interpreta os dados e passa a orientação é o fisioterapeuta. Se este não tiver conhecimento para usar a informação que o teste dá, não existem benefícios”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Christina Volpe

Christina Volpe

Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webrun. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, uma corrida acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.

Ver todos os posts