Jogadoras americanas divulgam filantropia na Maratona de Chicago

Solo se tornou musa após a Copa do Mundo (foto: Resilient Tendencies/ Licença Creative Commons 2.0)
Solo se tornou musa após a Copa do Mundo (foto: Resilient Tendencies/ Licença Creative Commons 2.0)

As jogadoras de futebol da seleção dos Estados Unidos, Abby Wambach, Hope Solo e Alex Morgan passam a integrar um programa de filantropia da Maratona de Chicago em parceria com o Bank of America. A partir deste mês e até o dia nove de outubro (dia da prova) elas serão porta-vozes da maratona para arrecadar fundos para as instituições parceiras.

“O espírito de camaradagem será muito grande, tanto do público, quanto de organizações privadas que trabalharão juntos para abraçar causas humanitárias. Será um final de semana ótimo”, relata a goleira Hope Solo. A seleção feminina ganhou destaque após a Copa do Mundo da Fifa realizada mês passado na Alemanha.

Assim como as meninas que inspiraram uma nação com os jogos dramáticos e disputados, a Maratona de Chicago usará as três jogadoras para inspirar a população e criar um impacto positivo nas comunidades. “Essa maratona toca muitas pessoas que nunca vestiram um tênis de corrida, mas que se beneficiam com os programas de filantropia e com o movimento da economia nessa época do ano”, relata Anne Finucane, responsável pelo marketing do Bank of America. “É um grande esforço conseguir parceiros que façam isso acontecer e ninguém melhor do que Abby, Hope e Alex para representar o programa”, completa.

O trio de jogadoras ainda vai anunciar detalhes do projeto nas próximas semanas e explicarão de que forma a população poderá participar. Corredores e entusiastas podem se atualizar por meio da página do banco no Facebook ou no site oficial da prova, o www.chicagomarathon.com.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts