• Bem Estar - Sente desconforto ao pisar? Pode ser a Lesão de Lisfranc, saiba mais

Sente desconforto ao pisar? Pode ser a Lesão de Lisfranc, saiba mais

A articulação de Lisfranc é a junção entre os ossos da parte da frente do pé, chamados de metatarsos e os ossos do meio do pé (tarso). Quando uma pessoa sofre da lesão de Lisfranc, muitas não tem o diagnóstico correto, sendo confundido frequentemente com um simples pé torcido.

Foto: Fotos 593/Fotolia

Sentir dores ao andar é um dos sintomas dessa lesão Foto: Fotos 593/Fotolia

“A lesão de Lisfrac normalmente acontece quando o pé é travado e o corpo continua em movimento. Quando esse ligamento se rompe, faz com que você perca a estabilidade entre os dois ossos que ele sustenta. Se isso acontece de dois a quatro milímetros, pode causar um desconforto e será preciso reduzir essa abertura, mas se ela ficar com mais de quatro milímetros o caso é obrigatoriamente cirúrgico. É necessário passar um parafuso para fechar”, explica a ortopedista Ana Paula Simões.

Lesões de Lisfranc também podem ocorrer como resultado de trauma direto, como aqueles que ocorrem ao cair de uma altura elevada. São geralmente muito mais graves. Estas lesões podem levar ao desenvolvimento de fraturas múltiplas e/ou luxação de ossos ou articulações na parte média do pé de Lisfranc.

Participe da Corrida e Caminhada Você Cristão. Clique aqui e inscreva-se!

Esta lesão é muito séria, se o paciente for negligenciado pode ter dor crônica, artrose e dificuldade da prática esportiva. Geralmente os esportes que tem terrenos onde o pé fica preso com mais facilidade, são onde a lesão é mais comum, como no futebol americano, rugby, futebol e outros. O pé fica preso e o corpo roda em cima do médio pé e a lesão acontece.

Não costuma acontecer frequentemente com corredores. A não ser que ele esteja no meio da prática, prenda o pé em um buraco e o corpo continue indo para frente. “A lesão de Lisfranc é uma fratura de pisão, geralmente é preciso uma torção ou algo que faça com que o pé abra, mas pode acontecer em qualquer esporte que tem impacto. Então apesar de ser raro, na corrida pode acontecer”, afirma Ana Paula.

Esse tipo de lesão não é comum em corredores, mas pode acontecer durante o treinos e/ou provas Foto: zphoto83/Fotolia

Esse tipo de lesão não é comum em corredores, mas pode acontecer durante o treinos e/ou provas Foto: zphoto83/Fotolia

Tratamento

Se não houver nenhuma abertura na região é só esperar cicatrizar. Acontece de quatro a seis semanas com uma imobilização. Geralmente sem colocar o pé no chão, apenas com fisioterapia. “Só deixa sequelas se diagnosticada incorretamente. A pessoa fica com dor e não consegue praticar esportes, também fica impossibilitada de fazer o movimento correto do médio e até de calçar o sapato. Nesse caso, gera uma artrose local e muitas vezes a pessoa precisa de cirurgia para reconstrução”, explica a ortopedista.

Comentários

Tags:, , , , , , ,
Gabriel Gameiro
Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade

{{infoclima.data}}

{{infoclima.cidade}}

{{infoclima.temperatura}}


  • {{dias.date}}
    {{dias.high}}
    {{dias.low}}
Outras cidades
Selecione sua cidade
  • {{e.name}}