Mais dois casos de doping no fundo brasileiro

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) confirmou mais duas suspensões por uso de doping por fundistas brasileiros, os atletas em questão são o maratonista Aleudo do Santos e o ultramaratonista Sebastião da Guia Neto, conforme pode-se observar abaixo nos comunicados expedidos na última sexta-feira pela CBAt. Leia na íntegra as notas oficiais.

Caso Aleudo

Manaus – A Confederação Brasileira de Atletismo lamenta informar que o laboratório credenciado pela WADA/IAAF, com sede no Rio de Janeiro comunicou a esta entidade, que identificou, na amostra de urina “A” do atleta ALEUDO FRANCISCO DOS SANTOS (Registro 7493-MG), coletada no dia 18 de setembro de 2005, na cidade de São Paulo, SP, durante a prova “13ª. Maratona Pão de Açúcar de Revezamento”, a presença da substância proibida Mefentermina e seu metabólito Fentermina.

Em conformidade com o disposto nas normas da WADA/IAAF, o atleta foi comunicado em 28 de novembro de 2005 do resultado analítico adverso na amostra “A” de sua urina, coletada no evento acima, pela CBAt, tendo apresentado suas justificativas em 29 de novembro de 2005, as quais não foram aceitas pela CBAt, tendo a confederação comunicado ao atleta em 15 de dezembro de 2005 este fato, considerando o resultado analítico adverso como infração de dopagem, de conformidade com as Normas da WADA/IAAF. O atleta em suas explicações recebidas pela CBAt em 29 de novembro de 2005, declinou do direito da análise da amostra “B” de sua urina. Em função desse fato, a CBAt emitiu Portaria suspendendo o atleta provisoriamente desde o dia 15 de dezembro de 2005, tendo o mesmo o prazo de quatorze dias a contar dessa data para exercer o direito de solicitar uma audiência perante o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da CBAt, conforme determinam as Regras da IAAF.

Caso Sebastião da Guia:

Manaus – A Confederação Brasileira de Atletismo lamenta informar que o laboratório credenciado pela WADA/IAAF, com sede em Paris, França, comunicou a esta entidade, nesta data, que identificou, na amostra de urina “B” do atleta SEBASTIÃO FERREIRA DA GUIA NETO (Registro 26823-RJ), coletada no dia 12 de junho de 2005, na cidade de Roche La Moliere, França, durante a prova “24 Horas de Roche”, a presença da substância proibida Hidroclorotiazida, confirmando o achado analítico adverso encontrado na amostra “A” da mesma urina em análise anterior.

Em conformidade com o disposto nas normas da WADA/IAAF, o atleta foi comunicado em 18 de agosto de 2005 do resultado analítico adverso na amostra “A” de sua urina, coletada no evento acima, pela CBAt, tendo apresentado suas justificativas em 22 de agosto de 2005, as quais não foram aceitas pela CBAt, tendo a confederação comunicado ao atleta em 18 de outubro de 2005 este fato, considerando o resultado analítico adverso como infração de dopagem, de conformidade com as Normas da WADA/IAAF. A atleta solicitou o exame “B” de sua urina pelo laboratório credenciado pela WADA/IAAF em Paris, fato que ocorreu no dia 17 de novembro de 2005. Em função do resultado da amostra “B” confirmar o resultado da amostra “A”, a CBAt emitiu Portaria suspendendo a atleta provisoriamente desde o dia 18 de outubro de 2005, tendo o mesmo o prazo de quatorze dias a contar desta data para exercer o direito de solicitar uma audiência perante o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da CBAt, conforme determinam as Regras da IAAF.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts