Marílson justifica abandono em Chicago

Marílson agora disputará o Pan-Americano de Guadalajara (foto: Fernanda Paradizo/ FPA)
Marílson agora disputará o Pan-Americano de Guadalajara (foto: Fernanda Paradizo/ FPA)

O maratonista brasileiro Marílson Gomes dos Santos abandonou, no domingo (09/10) a Maratona de Chicago (EUA), prova que correu em busca do índice olímpico. Segundo seu técnico, Adauto Domingues, o calor foi o principal culpado da desistência, assim como a opção pela integridade do atleta.

“No quilômetro 26, ele sentiu enjôo e diminuiu o ritmo”, explica o treinador. O mal estar não passou e como “não conseguiria fazer um tempo bom para o índice”, o fundista abandonou no quilômetro 33.

Marílson culpa a temperatura e o isotônico nos postos de hidratação pela desistência. “O calor foi aumentando. O isotônico que eu pegava estava muito quente, o que pode ter provocado o mal-estar”, diz.

Na disputa feminina, a brasileira Cruz Nonata, debutante em maratonas e também em busca do índice olímpico, terminou em nono. Seu tempo, no entanto, foi cinco minutos aquém do índice Cruz correu em 2h35min35, o índice é de 2h30min07.

Ambos seguem agora para San Luis Potosi, no México, onde a delegação brasileira de atletismo se prepara para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Marílson disputará os 10.000m e Cruz Nonata correrá tanto na prova de 10.0000m como a de 5.000m.

Para a vaga nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Marílson terá até 29 de abril para finalizar uma maratona abaixo de 2h15min. “Ainda vamos conversar sobre isso. Talvez ele dispute a Maratona de Roterdã, em 15 de abril”, finaliza Adauto.

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts