Meia de Pomerode chega à quarta edição com status de “imperdível”

Vencedores ganham tulipa de chopp de metro (foto: Divulgação)
Vencedores ganham tulipa de chopp de metro (foto: Divulgação)

A Meia Maratona de Pomerode, que será disputada em 30 de outubro na cidade do interior catarinense, chega ao seu quarto ano com um diferencial. Em janeiro, a prova na chamada “cidade mais alemã do Brasil” foi eleita pela revista Contra Relógio como uma das 20 corridas no País que um corredor não pode deixar de participar pelo menos uma vez.

Os critérios da revista levaram em conta pontos como charme, desafios ou belezas naturais proporcionados pelo percurso e pela atmosfera local de cada corrida. Pomerode é uma cidade típica de colonização germânica, com 27 mil habitantes, construções características e diversas referências às tradições da região noroeste da Alemanha, o que credencia sua corrida de rua como a detentora de um dos percursos mais ímpares em solo nacional.

A origem da Meia de Pomerode é curiosa. “A prova surgiu acidentalmente”, explica Ricardo Ziehlsdorff, idealizador da Meia. “A Laticínios Pomerode [empresa local de queijos típicos alemães] queria realizar um evento esportivo e pensamos em um campeonato de voleibol entre os clubes de Caça e Tiro, tradicionais aqui”, lembra Ziehlsdorff.

No entanto, na época o ginásio da cidade estava reservado para a disputa dos Jogos Abertos de Santa Catarina e a decisão alternativa foi criar uma corrida de rua. “Naquele tempo eu não sabia nem que uma meia maratona tinha 21 quilômetros!”, brinca o organizador.

Chopp para os finishers, kit diferente – Na chegada haverá uma chopeira para os que completarem a prova e os vencedores das categorias masculina e feminina ganharão uma tulipa de chopp de metro “ao invés de champanhe”, como diz Ziehlsdorff.

Outra particularidade é o kit, diferente do usual. “Vimos nos últimos anos que nem 5% dos atletas usa a camisa da prova, eles utilizam camisas de equipes, patrocinadores ou de outra provas”, explica. “Resolvemos fazer uma camisa polo para os participantes, uma camisa de passeio da prova”, conta o organizador.

A inovação se estende também para os brindes, como conta Ziehlsdorff. “Não vamos colocar boné ou viseira, todos já tem. Resolvemos dar uma necessaire para o corredor colocar os utensílios de higiene básica”.
Foi confirmada também a presença de coelhos os marcadores de ritmo para diferentes tempos na meia maratona. A expectativa da organização é que de 1.800 a 2000 corredores participem da corrida. Além da meia, será disputada a Corrida Rústica, de seis quilômetros, com percurso diferente trechos de asfalto, ciclovia e paralelepípedo, a pavimentação da cidade.

Quem disputar essa prova enfrentará uma leve subida na altura do quilômetro três, o que não acontece na meia, que é inteira em asfalto e percurso plano. Para crianças e adolescentes de seis a 14 anos, haverá a disputa da Maratoninha, corrida de 400 metros na pista de atletismo da cidade, em categorias divididas por faixa etária.

Inscrição – As inscrições podem ser feitas até 21/10 em www.meiamaratonadepomerode.com.br.

Este texto foi escrito por: Paulo Gomes

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts