Sem treinar há muito tempo? Saiba quais são os efeitos ao corpo e como deve ser a volta aos treinos

Dar uma pausa às vezes é necessário, seja para um descanso, férias ou até mesmo para se recuperar de alguma lesão, mas será que ficar tanto tempo sem treinar coloca todo o seu preparo já conquistado a perder?

O Webrun conversou com o treinador de corrida e professor de educação física da Quark Sports, Eduardo Barbosa, para entender a influência disso em nosso corpo.

De acordo com ele, após manter um ritmo de treinos intensos e longos em uma temporada, é imprescindível dar um bom descanso ao corpo e até mesmo trocar a corrida por outra atividade física recreativa no período de férias, por exemplo, mesmo isso causando alguns efeitos.

sem treinar
Foto: Adobe Stock

“Ficar parado por mais de 15 dias já causa uma perda na condição física, no entanto se for realizado uma outra atividade física, por exemplo a troca da corrida por ciclismo, surf ou natação, o que chamamos de “Cross Training” em intensidade leve, respeitando uma boa alimentação, você pode ficar até 30 dias aproximadamente sem maiores prejuízos, principalmente se considerarmos atletas amadores”, explica Eduardo.

+ Participe de uma corrida virtual, escolha sua prova!

O que acontece no corpo durante esse afastamos dos treinos? 

Com essa pausa de 15 dias nos treinamentos, o rendimento do músculo esquelético sofre uma queda considerável, o que pode prejudicar o sistema cardio respiratório. Nada que não possa ser recuperado com um período de base, tanto na musculação como na corrida. Segundo o preparador, se os treinos forem retomados com normalidade, em até quatro semanas é possível apresentar a condição física pré-férias.

De que forma o atleta deve voltar aos treinamentos?

“No retorno deve se realizar os exames médicos de todo começo de ano. Para corredores um teste ergo espirométrico pode ajudar seu treinador a definir as intensidades de corrida e ter dados como o consumo máximo de oxigênio. O trabalho de base com musculação e corrida, trabalhando em intensidades leve a moderada para atletas já treinados, pode ser intercalado com treinos fortes. Pensando em preparação e não em ritmo de competição, respeitar a periodização do profissional que te orienta é o principal para voltar com tudo”, afirma o treinador.

+ O calendário completo de corridas está aqui!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carolina Abrantes

Carolina Abrantes

Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.

Ver todos os posts