Mulheres e trail running combinam?

“Mulher é o sexo frágil”

O dia da mulher está chegando e preciso falar do “sexo frágil”.

Mulheres podem correr provas em trilhas? Com barro, mato, subidas e descidas? “escalaminhadas” insanas?

Será? Isso não é esporte para um sexo frágil…

Porém, “mulher é o sexo frágil”? Jamais! O ser humano evoluiu por 3,8 bilhões de anos, por causa do seu trabalho árduo e extremamente competente.

As mulheres ao longo da história foram diminuídas, colocadas em segundo plano e, até excluídas.

“Por trás de um grande homem, há sempre uma grande mulher”.

Talvez essa frase tenha surgido de uma constatação óbvia, talvez o homem sempre tenha utilizado sua força física para diminuir o poder intelectual das mulheres. Mas o foco, aqui, não é antropológico, muito menos filosófico.

As mulheres podem disputar corridas de trail running de longa distância?

Podem não, DEVEM!

Foto: Fotolia
Foto: Fotolia

Eu sei, estamos no Brasil, infelizmente nossa cultura e nossa insegurança não permitem que mulheres possam ir totalmente sozinhas correr em alguns lugares. Principalmente, os morros mais urbanos.

Mas, existem algumas ações surgindo aqui no Rio Grande do Sul, como o “Maria´s da trilha”. É um blog idealizado pela ultramaratonista Lucinara Luchese Guerreiro (tem pagina no facebook e Instagram também, é bem fácil de achar), que conta como é a vida de algumas corredoras que conciliam filhos, marido, cachorro e trabalho com os treinos e provas trail. Isso teve inicio por que muitas vezes elas se sentia sozinha em meio aos homens, ou insegura para treinar desacompanhada.

Mais que isso, o objetivo é incentivar mais mulheres a praticar esse esporte, para isso, combinam treinos juntas (assim diminuem os riscos) e, trazem mais adeptas para o esporte.

(Não sei como funciona em outros estados, mas se tiver algo parecido compartilhe aqui nos comentários para divulgar).

Outra coisa que achei bem bacana é uma campanha de um circuito de provas aqui do sul (Audax) de tentar chamar mais mulheres para as corridas, promovendo distâncias menores para que iniciem e tenham vivências na modalidade.

Organizadores, patrocinadores e quem mais se interessar: mulheres são um mercado em expansão no Trail.

E, nos homens que nos cuidemos, pois quanto maior a distância melhores elas ficam.

As mulheres são verdadeiras armas no Ultra Trail. Por alguns motivos:

  • Pesam menos que os homens, portanto fazem menos força para correr.
  • Tem mais tecido adiposo, quanto maior a corrida, mais esta fonte energética vai fazer diferença.
  • Elas têm mais noção de suas limitações. Por isso, tem um ritmo de corrida mais adequado do que os homens. Um estudo dinamarquês observou durante mais de 5 anos o comportamento de homens e mulheres e demonstrou que elas são 18% mais eficientes que os homens na escolha de ritmo.

Confira essa seleção de eventos de trail e inscreva-se!

Foto: Fotolia
Foto: Fotolia

O fato é, quando os componentes força e velocidade saem da equação elas são muito melhores do que nós.

Temos casos épicos como Pam Reed em 2002, vencendo a Badwater (prova de 217Km no vale da morte nos EUA). Em 2010, Diana Finkel, ficou com a segunda posição geral da Hardrock 100 (160 Km). E “La bruja” Ann Trason que ficou na 2ª colocação geral da duríssima Leadville em 1994. Temos outros diversos casos iguais a este, porém são os que eu acho mais expressivos.

No Brasil o trail running ainda esta engatinhando, nosso esporte está em expansão. E, as mulheres podem e devem participar disso. Temos, hoje, algumas atletas de renome internacional como Fernanada Maciel e Manu Vilaseca, competindo nas maiores ultramaratonas do mundo. O Brasil tem potencial, nossas mulheres são fortes e precisam de incentivo. Esse esporte é delas, é nosso.

Tenho certeza que você conhece alguma mulher que tem receio de treinar nas trilhas da sua cidade, compartilhe esse texto com ela. Faça contato, incentive-a a colocar o pé na natureza. Tenho certeza de que vão gostar.

Deixe aqui nos comentários como você faz, mulher, para treinar em sua cidade. Sua dificuldade pode ser compartilhada, talvez tenha alguém próximo a você com a mesma dificuldade, vocês podem treinar juntas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cristiano Fetter

Cristiano Fetter

Mestre em Ciências do Movimento Humano - UFRGS
Sócio Ultra Funcional Place
Founder Raiz Trail

Ver todos os posts