9 perguntas mais comuns sobre a alimentação vegetariana respondidas

Mudar sua alimentação, seja por um ideal ou problemas de saúde, é um baque e tanto, imagina a transição para o vegetarianismo. O processo por si só já é complicado e acaba sendo normal surgirem algumas dúvidas em relação a alimentação. Listamos algumas delas e conversamos com Flávia Sgavioli, nutricionista da Estima Nutrição, veja:

Foto: zi3000/Fotolia
Foto: zi3000/Fotolia

1 – De onde vem a proteína para os vegetarianos?

Muitas pessoas pensam que a carne é a única fonte de proteína. Mas o ovo é a melhor opção para quem deixa de comer carnes, além das leguminosas (feijões, lentilha, ervilhas, entre outros), principalmente para quem treina. Leite e derivados devem ser evitados, pois geram uma resposta inflamatória no corpo, sua proteína não é reconhecida pelo nosso organismo.

 

2- Proteínas vegetais tem menor valor biológico que as carnes?

Sim, elas têm o valor biológico um pouco menor então temos que consumir uma quantidade maior delas. Você pode substituir as carnes por muitos outros produtos, como: sementes (de abóbora, girassol, chia gergelim, quinos em flocos ou em grãos, entre outras), leguminosas (feijão, lentinha, grão de bico, entre outras) e folhas (alface, couve e outras). Se você deixar os grãos germinar, a disponibilidade de proteínas aumenta muito.

O tofu também é uma possibilidade, apesar de poucas pessoas acrescentarem em suas dietas. Outra ideia boa, mas que poucas pessoas conhecem é a ora-pro-nóbis, uma planta que pode ser usada em saladas, sucos ou omelete e tem um valor proteico muito alto.

 

3- O vegetarianismo vai me deixar anêmico?

Não. A couve, por exemplo, tem mais ferro que a carne. Dá para fazer uma combinação de alimentos que aumentam a absorção de ferro, assim, quando você consumir vegetais verdes escuros, que são os que têm mais ferro a absorção será mais eficaz e saudável. Caso a pessoas venha a apresentar alguma deficiência de um nutriente, existem diversos suplementos que ela pode tomar para que tudo volte ao normal. Mas claro, sempre com a orientação de um profissional.

 

4 – Meus ossos vão ficar fracos se eu parar de tomar leite?

Jamais. Para acontecer a absorção de nutrientes que nosso corpo precisa para ter ossos fortes, precisamos de um conjunto de cálcio, vitamina K, magnésio, manganês e boro. O leite tem muito cálcio e pouco dos outros nutrientes citados. Então, além de ficar com um excesso de cálcio no organismo, você absorve pouco. A couve, por exemplo, é muito melhor e tem todos os nutrientes necessários.

 

Participe da 7ª Meia Maratona Pague Menos Campinas!

5 – Vou ter falta de algum nutriente se virar vegetariano?

A única deficiência comum para quem segue esta dieta por muito tempo, é a de vitamina B12. Que é muito comum na carne vermelha. Em algum momento você vai precisar de suplementação e existem diversas maneiras para que isso aconteça, claro que com uma ajuda de profissionais.

 

6 – Mulheres grávidas e crianças podem ser vegetarianas ou veganas?

Podem, com certeza. Desde que seguindo uma dieta pré-estabelecida por um nutricionista e tomando o cuidado de não consumir muito carboidrato. Isso prejudica e acaba engordando.

 

7 – Meu rendimento será prejudicado por seguir uma dieta vegana ou vegetariana?

Se a pessoa se alimentar de maneira correta, não. Existem muitos campeões mundiais veganos, como a tenista Serena Williams, o corredor Carl Lewis, entre outros atletas de alta performance.

 

8- O que você tem a dizer para quem quer parar de comer carne, mas não consegue de uma maneira abrupta?

É difícil, isso vai muito do quanto à pessoa quer ser vegetariana. Então deve-se começar devagar, com alguns dias sem carne durante a semana e ir aumentando gradativamente. Dia sem carne, intercalando e introduzindo alimentos que as pessoas não comem normalmente, vai te fazer acostumar a ingerir menos carnes a cada dia, até o dia que não comerá mais nada.

 

9- Ser vegano vai doer no meu bolso?

Essa afirmação é um mito. Muito pelo contrário, você gasta menos. A questão é que você pode gastar muito pouco se cozinhar em casa. Se você comer fora não vai conseguir, existem lugares muito caros, que uma salada chega a custar de 30 a 40 reais. A melhor alternativa é cozinhar em casa e quando quiser variar um pouco ir a um restaurante, você vai ver como é barato não consumir proteínas animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gabriel Gameiro

Gabriel Gameiro

Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.

Ver todos os posts