Pernambucano e queniana vencem Maratona de Curitiba

Largada foi dada sob nove graus de temperatura (foto: Paulo Gomes/ www.webrun.com.br)
Largada foi dada sob nove graus de temperatura (foto: Paulo Gomes/ www.webrun.com.br)

Direto de Curitiba – A Maratona Caixa de Curitiba reuniu cerca de três mil participantes neste domingo (20/11) para percorrerem as distâncias de 42 (maratona), dez e cinco (caminhada) quilômetros nas ruas da capital paranaense. A largada da Maratona foi dada às 7h da manhã no Centro Cívico e sob um sol ainda tímido, com a temperatura de nove graus.

O pernambucano Marcos Antônio Pereira venceu a prova entre os homens, enquanto a queniana Nelly Jepkurui foi a ganhadora da categoria feminina. Ambos lideraram a corrida de ponta a ponta. “O treinamento que eu fiz foi para largar forte, assumi a liderança já no primeiro quilômetro”, conta o vencedor.

Fundista de Garanhuns (PE), Marcos explica que sua estratégia foi correr em ritmo forte na primeira metade da prova e tentar manter a vantagem no restante. “Na ‘meia’ já estava três minutos na frente, gosto de correr mais solto no começo”, explica.

O corredor elogiou a organização do evento e falou sobre a dificuldade do percurso. “Só de completar uma maratona já é uma vitória. Eu já corri a Maratona de Foz do Iguaçu três vezes [venceu em 2009] e achava o percurso mais difícil do Brasil. Hoje mudei de ideia, nunca vi um percurso tão difícil, tem muita subida, as descidas quebram muito a musculatura do atleta”.

Como preparação para a Maratona, Marcos treinou na cidade de Farias Brito, no interior do Ceará. “Lá a temperatura é de 45 graus todos os dias, é uma preparação que força mais, para facilitar um pouco no dia da prova”, diz. O fundista deve fechar o ano correndo a São Silvestre, em São Paulo (31/12).

Segundo colocado, José Gutembergue Ferreira ficou satisfeito com o resultado, pelo curto período de preparação que teve. “Não tinha planejado correr essa prova, treinei só três semanas”, conta o atleta do Rio de Janeiro, recordista da prova com 2h17min55, em 2004.

Sammy Kibet Rotich, do Quênia, chegou em terceiro e elogiou a corrida. “Foi muito boa, o percurso foi bem difícil, com muitas subidas e descidas”, diz o africano. “O clima estava bom também”, afirma.

Queniana estreia com vitória – Na categoria feminina, entretanto, o Quênia foi campeão. Nelly Jepkurui correu a primeira maratona de sua vida e já foi vencedora. “Nada mal, foi a primeira da minha vida e já venci, estou muito feliz por isso”, diz.

A fundista do leste africano aproveitou para elogiar e agradecer a organização do evento. “Quero agradecer muito aos organizadores que me convidaram para a corrida, estava tudo muito bom”.

Em segundo lugar, a veterana Conceição Oliveira, campeã do Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua 2011, também elogiou a coordenação do evento. “É um percurso difícil, mas foi bem organizado, com água a cada dois quilômetros. Com boa organização a gente consegue levar a prova”, elogia.

Conceição conta que conseguiu acompanhar Nelly durante metade da Maratona, mas cedeu ao cansaço da dura temporada. “A gente foi junto até o quilômetro 25, quando teve uma subida muito íngreme. Eu senti um pouco e ela se distanciou uns 50 metros, tentei buscar, mas pesou o ano inteiro de mais de 23 provas”, esclarece a tricampeã do ranking nacional.
Outra fundista que falou sobre a dificuldade do percurso foi a terceira colocada, Dione D’Agostini. “É sempre difícil, um dos mais difíceis do Brasil e acho que esse é um dos atrativos da prova”, defende.

Resfriada, Dione começou a Maratona de forma mais conservadora, mas aumentou a passada no decorrer do percurso para garantir o terceiro posto. “O clima ajudou bastante e deu para correr bem, mesmo resfriada porque meus dois filhos estavam gripados”, brinca. “Mas deu para acelerar no final e fazer um bom tempo”, encerra a corredora, que assumiu a posição a partir do quilômetro 20.

Confira o resultado da Maratona Caixa de Curitiba:

Masculino

  • 1º Marcos Antônio Pereira 2h20min37
  • 2º José Gutenbergue Ferreira 2h23min43
  • 3º Sammy Kibet Rotich 2h26min23
  • 4 º Manoel Alves da Silva 2h27min19
  • 5º Alesandro de Souza 2h30min10
  • Feminino

  • 1ª Nelly Jepkurui 2h43min56
  • 2ª Conceição Oliveira 2h47min55
  • 3ª Dione D’agostini 2h52min17
  • 4ª Rosângela Gavinski 2h59min34
  • 5ª Roseli Viana Elias 3h10min13
  • Este texto foi escrito por: Paulo Gomes

    Redação Webrun

    Redação Webrun

    Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

    Ver todos os posts