Você tem o hábito de se pesar todos os dias?

Você está iniciando um processo de emagrecimento e fica preso à balança, ansioso por resultados. Mas percebe que nem sempre ela te dá boas notícias… Aliado a essa sensação, começa a ver diferentes opiniões em relação a se pesar: seria isso saudável ou esse ato pode simplesmente te levar a ainda mais ansiedade?!

Depende. Manter um controle de pesagem frequente pode ser uma ótima forma de mensurar seus resultados. Mas também, pode ser uma excelente forma de autoconhecimento, principalmente se você está no início do processo de emagrecimento.

Mulheres, principalmente, sofrem mensalmente com um ciclo que provoca uma série de alterações físicas e fisiológicas em seu organismo Foto: StockPhotoPro/Fotolia
Mulheres, principalmente, sofrem mensalmente com um ciclo que provoca uma série de alterações físicas e fisiológicas em seu organismo Foto: StockPhotoPro/Fotolia

Explico: de acordo com a Teoria Cognitivo Comportamental, estar em contato com essa informação pode te fazer entender como o organismo reage a algumas variações: influência hormonal e alteração de comportamento alimentar, por exemplo.

Mulheres, principalmente, sofrem mensalmente com um ciclo que provoca uma série de alterações físicas e fisiológicas em seu organismo. Portanto, manter uma métrica regular, uma pesagem diária, pode trazer para seu conhecimento o funcionamento do corpo: as variações de quilos para mais ou menos, provocadas pela influência dos hormônios.

Inscreva-se para a 6ª Rolling Stone Music Run. Clique aqui!

Pesar-se também pode te trazer uma maior autopercepção da consequência dos seus comportamentos: saber qual deles está te prejudicando e passar a ter mais controle sobre ele.

É importante que essa métrica seja mantida apenas como uma forma de autopercepção, como informação do seu processo de emagrecimento. O ato de se pesar não pode ser o ditador de seus comportamentos futuros, ou seja: não pode te gerar culpa, ansiedade, frustração e muito menos, levar a querer compensar algum exagero, seja com o excesso de exercícios ou com alguma estratégia para “eliminar” o peso a mais (provocando vômitos, tomando laxantes ou simplesmente deixando de comer, por exemplo).

Pesar-se também pode te trazer uma maior autopercepção da consequência dos seus comportamentos Foto: Viperagp/Fotolia
Pesar-se também pode te trazer uma maior autopercepção da consequência dos seus comportamentos Foto: Viperagp/Fotolia

É fundamental que você tenha alguns critérios para realizar o registro da sua pesagem: sempre no mesmo dia e horário e se possível na mesma balança. Isso pode mudar se está em um processo de ganho de massa. Aí, o ideal seria manter essa métrica junto ao seu nutricionista, realizando o exame de bioimpedância, que dará informações mais precisas sobre a evolução da sua composição corporal. Nesse momento, o peso na balança pode até variar para mais. Por isso, o número não é uma informação tão dispensável.

Sabemos que somos muito mais que um número: seja ele da balança, do manequim ou do percentual de gordura. Mas sabemos também que, se queremos atingir um objetivo, precisamos tê-lo devidamente formulado, claro e específico. Por isso, a mensuração de uma métrica é essencial: para saber se as ações que você tem estão te levando em direção ao resultado que deseja alcançar.

Porém, é imprescindível abandonar esse hábito se não há maturidade para utilizá-lo a seu favor, ou seja: se pesar te gera mais sofrimento e desconforto do que supre informações necessárias para o seu processo. Se for o caso, busque uma outra forma de mensurar seus resultados (como uma peça meta ou através de fotos) e busque também um processo de autoconhecimento, para que saiba lidar melhor com o emagrecimento.

Quando estamos em busca de massa magra, o peso na balança pode até variar para mais. Por isso, o número não é uma informação tão dispensável Foto: Adrian Ilie/Fotolia
Quando estamos em busca de massa magra, o peso na balança pode até variar para mais. Por isso, o número não é uma informação tão dispensável Foto: Adrian Ilie/Fotolia

No meu processo de emagrecimento de 28 quilos, durante um ano, criei uma rotina de me pesar todos os dias, pela manhã, assim que acordava, na balança de casa. Esse controle me dava a percepção de quais comportamentos estavam gerando resultados, qual plano alimentar estava funcionando e quais exercícios estimulavam meu organismo. Assim, quando eu percebia estagnação de peso, podia buscar outros estímulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Elaine Lopes

Elaine Lopes

Psicóloga graduada pela Universidade Católica de Santos e especialista em Transtornos Alimentares e Obesidade, formada pela FMUSP em parceria com o Hospital das Clínicas. Possui formação em Master Practitioner em PNL e Coaching Sistêmico. Além do atendimento clínico, atualmente é sócia-proprietária e responsável pela divisão de saúde e bem-estar da Soar Desenvolvimento Humano. Idealizadora do projeto Emagreça de Dentro Para Fora, criadora da metodologia de emagrecimento que leva o mesmo nome, e que a fez emagrecer 28 quilos. Ministra o curso Viva Leve! Reprograme sua mente e emagreça e o curso online Pense Leve.

Ver todos os posts