Planeje suas provas trail de uma maneira saudável

“Para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve”. Essa é a frase que define grande parte de nós, corredores. Basta surgir uma corrida diferente, um amigo chamar, e lá vamos nós. Estamos em novembro, o ano está acabando, e o foco em provas, também.  Para muitos, inclusive eu, o ano “esportivo” já acabou. Agora é descansar, tirar umas férias para o corpo e para mente.

Foto: serejkakovalev/Fotolia
Foto: serejkakovalev/Fotolia

Mas, compartilhando um pouco. O ano de 2017 foi muito positivo. Em janeiro deste ano minha meta era evoluir nas distâncias (correr 100 km) e obter mais experiência em lugares com montanhas maiores (Serra fina e Perdidos). Para isso fiz provas que me preparassem para as longas distâncias com terrenos mais próximos dos que eu iria enfrentar. Desenvolvi minha resistência em desníveis maiores e minhas técnicas de subida e descidas mais técnicas até o fim de Julho. De agosto até outubro, minha velocidade.

O resultado foi que consegui completar todas as provas que me propus. Aprendi muito e me sinto um corredor mais completo hoje. Agora é hora de analisar os pontos positivos e negativos, o que deu certo e o que precisa melhorar. E para o próximo ano qual vai ser o desafio?  Ainda não sei. Mas essas análises precisam ser feitas para que eu chegue melhor no próximo ano.

Dei meu exemplo, mas não quer dizer que ele esteja certo ou errado. O que quero propor é a reflexão de como traçamos nossos objetivos com as corridas trail. O calendário está cada vez mais inchado, opções têm para todos os gostos. O fato é: o que você quer no trail?

Participe do Circuito Ilha Carioca – Etapa Praia da Bica. Clique aqui e inscreva-se!

Se você quer fazer uma prova “x” que precise desenvolver a habilidade “y” você precisa dar tempo de treinamento necessário e realizar provas intermediárias que te levem até o objetivo final.

Todos nós somos apaixonados pelo esporte que praticamos e queremos continuar praticando por muito tempo. Portanto um bom planejamento faz com que cheguemos mais preparados e aptos a vencer os desafios que nos propusemos.

O que sempre me preocupa (como treinador) é ver que nas provas trail é comum correr longas distâncias, porém nem todas as pessoas estão aptas naquele momento. Talvez uma preparação melhor fizesse com que a pessoa sofresse menos. Sei de alguns amigos que acabaram largado o esporte por arriscar uma distância maior do que poderiam. Sofreram tanto que abandonaram tudo.

Foto: ChiccoDodiFC/Fotolia
Foto: ChiccoDodiFC/Fotolia

Outro ponto a ser analisado é que não vivemos disso, somos amadores. Temos amigos, família vida social etc. Achar tempo para treinar ou “ter quê treinar” pode ser um fardo difícil de carregar. Será que os desafios estão condizentes com o período de vida que você leva? É difícil mensurar e organizar todas essas variáveis. Mas um bom planejamento pode ser o divisor de águas.

Então, responda para você mesmo:

Qual seu próximo desafio?

Quais provas intermediárias você vai fazer? Você vai ter tempo para treinar para este desafio?

Pense, planeje, execute.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cristiano Fetter

Cristiano Fetter

Mestre em Ciências do Movimento Humano - UFRGS
Sócio Ultra Funcional Place
Founder Raiz Trail

Ver todos os posts