Quenianos favoritos para SS já estão no Brasil

Quatro atletas de peso do Quênia já estão no Brasil para participarem da Corrida Internacional de São Silvestre. Hoje (29) em entrevista coletiva na capital paulista, os quenianos Robert Cheruiyot, Lawrence Kiprotich, John Guaco e Lydia Cheromei mostraram o porque de serem os favoritos da corrida mais tradicional do país.

Campeão da Maratona de Boston 2003 e da São Silvestre em 2002, Robert Cheruiyot, quer ser novamente o vencedor da corrida brasileira. No ano passado o queniano não conseguiu o bicampeonato da São Silvestre. ”Em 2003 eu errei nos cálculos, sai muito rápido e me cansei no final”, conta Cheruiyot. “Mas agora vai ser diferente”, acrescenta.

Para os atletas Lawrence Kiprotich, vencedor da Volta da Pampulha 2004 e John Guaco, campeão da Meia Maratona do Rio de Janeiro em 2000, a dificuldade da prova está no percurso. “Eu não gosto de corrida com muitas descidas e subidas, prefiro percursos planos”, revela Guaco. Indagado se ele é o favorito da prova Guaco responde: “essa é uma prova que não tem favoritos todo mundo pode ganhar. Todos que correm são os meus adversários”.

A única mulher que estava na coletiva era Lydia Cheromei que volta para a São Silvestre depois de três anos. Desde que conquistou o bicampeonato da prova brasileira (1999 e 2000), a queniana se afastou do esporte por problema familiares.

Esse ano ela voltou com tudo e atualmente é considerada a corredora mais rápida do mundo na distância de 15 quilômetros. Diferente do compatriota, Lydia, se considera a favorita. ”Eu sou a favorita para ganhar a prova, mas a pressão é grande”, finaliza.

Este texto foi escrito por: Donata Lustosa

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts