Quero me inscrever para minha primeira corrida, e agora?

Você é daqueles que gosta de correr, mas nunca teve coragem de se inscrever em uma prova? Se o seu problema é não saber por onde começar, já pode ir inventando outra desculpa… Nós conversamos com duas corredoras e um especialista para tirar todas suas dúvidas e te motivar a se inscrever naquela prova que você tem vontade.

Comece se preparando

Marina Ferraz/ Foto: Arquivo Pessoal Marina Ferraz/ Foto: Arquivo Pessoal

O treinador Eduardo Barbosa, da assessoria esportiva 4Any1, afirma que o primeiro passo é estar ciente de seu real condicionamento físico. “É comum que o iniciante tenha melhora no condicionamento sem nenhum treino regular, porém para realizar a inscrição a pessoa deve estar certa se não possui nenhum histórico cardíaco ou patologia que a impeça de participar da prova”.

Comece correndo 5km ou 10km na Track&Field Run Series JK Iguatemi!

Conhecer os limites do seu corpo é primordial. A diretora de escola, Marina Ferraz, conta que antes de se inscrever para sua primeira experiência, ela já estava treinando com uma assessoria esportiva. Ela tomou todos os cuidados necessários, além de ser orientada por um profissional em seus treinos, se consultou com um cardiologista e fez vários exames.

Qual eu escolho?

Se você é iniciante, não adianta se inscrever para uma prova muito longa ou com um nível de dificuldade alto. Você não vai querer apenas marcar presença, né? O ideal é traçar um planejamento com seu treinador e começar com uma corrida em que tenha chance de completar o percurso.

“Eu sugiro para quem está começando escolher provas planas ou com pouca inclinação. Corridas com altimetria elevada podem trazer um sofrimento desnecessário para iniciantes, que geralmente treinam em circuitos regulares”, ressalta Eduardo.

Até o dia da prova…

Depois de finalmente se inscrever para a corrida, é preciso ter foco. Marina afirma que é essencial manter um acompanhamento. “A pessoa tem que treinar com um profissional competente, ter sequência nos treinos, usar roupas e tênis adequados e de boa qualidade, consultar o cardiologista regularmente, além de ter uma boa alimentação e obedecer aos limites do seu corpo”.

De acordo com Eduardo, o melhor treino para os iniciantes é o intervalado. “Para quem sai do sedentarismo para a prática da corrida, recomendo vinte semanas de treinamento estruturado e regular a fim de melhorar o condicionamento cardiovascular. Também é importante a musculação ou o funcional para fortalecer os músculos”, recomenda.

Helena França (do lado esquerdo)/ Foto: Arquivo Pessoal Helena França (do lado esquerdo)/ Foto: Arquivo Pessoal

No grande dia

Depois de toda a espera entre a inscrição e o dia da prova, não basta chegar e sair correndo. Por trás de tudo existe um planejamento, por isso o treinador Eduardo listou 7 pontos que são imprescindíveis para sua primeira corrida ser uma experiência legal.

1. Descanse: não deixe a ansiedade tomar conta no dia anterior à corrida. Procure fazer atividades que te relaxem, mas que não exijam muito do corpo.

2. Sem novidades: nada de estrear aquele tênis novo no dia da prova. Procure usar apenas o que já esteja habituado para evitar bolhas e incômodos.

3. Alimente-se bem: coma até uma hora antes da prova. Aposte em sucos, pães e refeições com pouca fibra.

4. Chegue com antecedência: mudanças no trânsito e as filas para retirar o chip podem atrasá-lo.

5. Hora da largada: posicione-se no pelotão que corresponde ao seu pace de prova para evitar ser “atropelado”.

6. Não se empolgue muito: não deixe a adrenalina tomar conta. Mantenha o ritmo a que está acostumado nos treinos e deixe para acelerar apenas na reta final.

7. Sem exageros: mantenha-se hidratado e beba água sempre que sentir sede, mas não exagere! Líquido em excesso pode causar desconfortos durante as passadas (e dar vontade de ir ao banheiro…)

Calma, é só a primeira!

Se você não conseguir achar um ritmo confortável para completar a prova ou sentir algum incômodo, não se force. Não exija demais de si mesmo. O mais importante é se divertir fazendo o que gosta. Até porque, nem sempre a primeira prova será perfeita.

A professora Helena França começou a treinar em maio desse ano, ela conta que quando se inscreveu para sua primeira prova foi junto com amigos de um grupo de corrida, do qual participa. “A primeira corrida estava bem estruturada e organizada, mas o ponto negativo foi estar muito cheia e isso atrapalhou um pouco o meu desempenho”.

Nem por isso ela abriu mão de participar de outras. “Ainda me considero uma iniciante, mas para aqueles que são ainda mais ‘iniciantes’ do que eu, a dica é não desistam! No comecinho eu quase não ia aos treinos, sempre arranjava uma desculpa para faltar. Agora que comecei a ver resultados, vou sempre empolgada e no final de cada aula me sinto ainda melhor”.

E aí, qual sua próxima prova?

Este texto foi escrito por: Carolina Abrantes

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts