Rivalidade entre Giliard e Zé Virginio se estende para o K21 Curitiba

Zé foi o primeiro a alcançar o cume da prova (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)
Zé foi o primeiro a alcançar o cume da prova (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)

Giliard Pinheiro e José Virgínio de Morais já travaram quatro duelos na K42 Adventure Marathon Bombinhas (SC), sempre com vitória de Gili, que mora na cidade e conhece cada centímetro do percurso. A dupla esteve no último domingo (03/03) na K21 Series Paraná para repetir o duelo e, desta vez, Virginio se deu melhor.

O Rei da Montanha, como é conhecido, teve que encarar também alguns corredores da região, como William dos Santos Fernandes e Joel Carlos de Matos. Sob um calor de mais de 30ᵒC ele precisou de 1h55min53 para vencer as trilhas e montanhas do trajeto montado nas proximidades do Parque Ecológico Ouro Fino, fonte de uma das marcas mais tradicionais de água mineral do Paraná.

A largada aconteceu às 9h no interior do parque, em Campo Largo, e, após alguns metros em asfalto, os corredores iniciaram a parte de trilha do percurso. Em alguns trechos de mata fechada era possível amenizar a sensação de calor, mas ao chegar às estradas de terra o sol passou a ser um acompanhante.

O ponto mais alto da prova foi o Morro da Palha, acessível após uma íngreme subida em meio a pedregulhos e erosões. José Virgínio foi o primeiro a alcançar o cume, junto com o corredor local Guilherme Batiuk, enquanto Giliard foi o quinto.

ChegadaApós cruzarem rios, subirem e descerem mais montanhas, eles cruzaram a linha de chegada no mesmo local da partida, o sítio da Ouro Fino. José Virgínio precisou de 1h55min53, seguido de perto por Giliard (1h57min22), que recuperou posições na segunda metade da prova. A terceira colocação ficou com William dos Santos Fernandes, com 1h57min45.

“A prova é dura, diferente do que eu imaginava. Disseram que o morro da Palha era o mais difícil, mas o segundo foi ainda pior”, conta o campeão. “Gostei bastante da sinalização, com staffs incentivando o tempo todo e acho que tem muito para crescer”, completa o blogueiro do Webrun.

Sobre a disputa com Giliard, ele conta que o catarinense era uma pedra em seu caminho. “Fiz de tudo para vencê-lo, mas sempre com uma rivalidade saudável. Hoje foi meu dia, assim como ele poderia também ter vencido”, completa o paulista que largou forte, mas depois segurou o ímpeto e não se importou em ser ultrapassado por alguns corredores que conheciam melhor o percurso. “Depois fui recuperando até conseguir a vitória”.

Para Giliard, que correu se recuperando de uma gripe, uma parada estratégica num riacho fez toda diferença. “Cheguei no topo do morro desanimado, pensando só em curtir e fazer um treino forte, mas o pessoal foi quebrando e foi uma surpresa o segundo lugar. Fiz uma parada para me refrescar e quase fiquei por ali mesmo”, brinca. “Enquanto os corredores da ponta se desgastavam para tentar a vitória, eu caminhava e consegui chegar mais inteiro ao final para ultrapassá-los”, comemora.

Para o terceiro colocado, William, conhecer parte do percurso foi um fator que o ajudou a chegar ao pódio. “O Virgínio e o Giliard já são mais experientes na montanha e o pessoal do Paraná deu um trabalho para eles”, relata. “Mas acho que a presença deles ajuda a melhorar o nível das provas”, completa o representante da equipe MTS.

Mulheres – Na disputa feminina quem levou a melhor foi a curitibana Viviane Baggio, com 2h34min14. “Meu marido meu deu a inscrição de presente e vim correr de supetão. Achei o trajeto lindo, mas muito difícil”, relata a corredora que chegou ao degrau mais alto do pódio “sem querer”. “Fui correndo com a segunda colocada sem nem saber que estava liderando, até que algumas pessoas me disseram que eu era primeira”.

A segunda posição ficou com Daniela Silvares (2h39min40) e a terceira com a experiente Vanusa Maciel, que disputou o Cruce de Los Andes em fevereiro. “Sou uma corredora de provas longas, como Ultraman, Cruce, então fica difícil acompanhar o ritmo em corridas como essa, de 21 quilômetros”, relata a corredora que marcou 2h41min17.

A próxima etapa do Circuito será no dia quatro de maio em Arraial do Cabo (RJ). As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site bombinhasrunners.com.br/k21arraial/.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts