Run Walk Run SP oferece modelo de corrida inédito

Buscando repetir o sucesso da etapa Rio, que aconteceu no último dia 11 de agosto e reuniu 1.300 participantes, a próxima edição da Cosan Run Walk Run SP já tem data e local para acontecer: 8 de setembro, no centro da cidade.

Run Walk Run SP oferece modelo de corrida inédito - Foto: Divulgação

O método criado em 1974 pelo americano Jeff Galloway, que leva o nome da prova, é ideal tanto para atletas iniciantes na corrida quanto para os mais experientes, que podem usá-lo para desenvolver a técnica e evoluir no esporte com menos desgaste para o corpo.

“Identificamos que muitas pessoas não conseguem completar as distâncias de 5K e 10K apenas correndo, elas precisam fazer intervalos caminhando. Para esses atletas, o RWR permite recuperar o fôlego e terminar a prova sem chegar à exaustão”, comenta Eliane Verderio, CEO Iguana Sports.

+ O seu calendário de corridas está aqui!

O método também é democrático, pois como a alternância de ritmos preserva músculos e articulações, corredores com sobrepeso ou mais velhos, por exemplo, conseguem concluir tranquilamente o percurso.

Como funciona o RWR?

Com trajetos de 5 e 10K, os participantes que escolherem a modalidade Run Walk Run, terão ao longo do percurso placas sinalizando os momentos para correr e caminhar. As opções são: corra 700 metros e ande nos 300 metros seguintes, retomando a corrida depois. Ou corra 800 metros e caminhe por 200, antes de voltar ao ritmo mais intenso. Existe também a possibilidade de apenas correr, ambas as distâncias.

Run Walk Run SP oferece modelo de corrida inédito - Foto: Divulgação

Para o físico, as vantagens de alternar corrida e caminhada em um mesmo evento são muitas: economiza energia, evita exaustão e fadiga muscular, diminui os riscos de lesão e auxilia na rápida recuperação pós-prova.

Novas possibilidades

A professora de educação física Naya Nader, do Rio de Janeiro, levou seu grupo de corrida para participar da RWR e aprovou o método. “O formato intervalado permite que os iniciantes tenham uma experiência agradável e dinâmica, enquanto os corredores avançados podem imprimir velocidades maiores do que em provas de corrida contínua”, disse.

Um estudo publicado no Journal of Science and Medicine in Sport, dos Estados Unidos, mostrou que atletas que intercalaram corrida e caminhada tiveram consideravelmente menos dor muscular e fadiga após a atividade física.

A pesquisa acompanhou 42 corredores, que completaram de 10 a 20 quilômetros semanais por 3 meses. Os resultados mostraram que 40% dos atletas que só correram declararam “exaustão extrema” após o treino, em comparação com menos de 5% dos participantes que relataram dor após correr combinando corrida e caminhada.

Cosan Run Walk Run SP

A edição da prova na capital paulista acontece no dia 8 de setembro. Com largada no Centro de São Paulo, os atletas terão a oportunidade de correr com vista para diversos pontos turísticos paulistanos, como o Theatro Municipal, o Edifício Itália e o Edifício Martinelli, entre outros.

+ Mostre toda a sua habilidade e força na Spartan Race 2019!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts