Descubra o que o termogênico faz e em quais apostar

Todo alimento tem um valor calórico definido, porém cada corpo o recebe de uma forma diferente, sendo assim se tal comida engorda ou não, faz efeito ou não depende muito de quem o ingeriu, do seu gasto calórico e sua rotina alimentar, fatores que devem ser avaliados individualmente.

Um alimento termogênico, segundo a nutricionista Fernanda Cabanas, possui uma substância que aumenta e estimula mais a termogênese no corpo humano, produzindo assim maior quantidade de calor, fazendo com que o organismo consuma mais calorias. Combiná-los traz ainda mais melhorias, por exemplo, gengibre, canela e chá verde sendo um excelente hipogliceminante e termogênico. Água de coco com gengibre, importante para hidratação e dores de cabeça. Chá de gengibre e canela, ótimo para resfriados.

Em um lanche da tarde podemos comer o abacate salpicado com aveia e canela em pó e tomar um chá verde com hibisco e gengibre, uma poderosa combinação de alimentos termogênicos para quem quer perder peso, porém a quantidade depende muito de cada indivíduo, diz Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição.

Confira abaixo alguns alimentos indicados por Fernanda e Alan que favorecem a queima de gorduras:

Canela: rica em taninos, óleos essenciais e outras substâncias (aldeído cinâmico, ácido cinâmico, cinamato), a canela apresenta além de ação termogênica, ação antioxidante, anti-inflamatória, hipoglicemiante, digestiva e analgésica. Indicada não somente como coadjuvante no emagrecimento, assim como no auxílio do tratamento de diabetes e outras doenças.

Contraindicação: casos de gastrite, úlcera, síndrome do intestino irritável e na gestação.

Descubra o que o termogênico faz e em quais alimentos assim você deve apostar
Foto: Pixabay

Chá verde: rico em procianidinas (catequinas epigalocatequinas), flavonóides, cafeína, taninos e óleos essenciais. Termogênico, antioxidante, anti-inflamatório e hipoglicemiante, o chá verde apresenta muitos benefícios além do emagrecimento. É importante em diabéticos para saúde cardiovascular, óssea e diminuição do estresse.

Contraindicação: obstipação, insônia, gastrite, anemia, úlcera, hipotireoidismo.

Erva Mate: rico em cafeína, teobromina, flavonóides (rutina, quercitina, kaempferol) e outros ativos, a erva mate é mais uma opção para o auxílio na perda de peso, assim como hipoglicemiante, anti-inflamatória e antioxidante.

Contraindicação: gastrite, úlcera, insônia.

Descubra o que o termogênico faz e em quais alimentos assim você deve apostar
Foto: Pixabay

Pimenta: é termogênico (aumento de gasto energético, devido a presença do ativo capsiate); melhora níveis de insulina pós-prandial (após as refeições); auxilia na redução do apetite devido a presença da capsaicina (outro ativo presente na pimenta).

Contraindicação: associação com medicações anti-hipertensivos, corticóides, antiinflamatórios. Para pessoas com insônia, gastrite, síndrome do intestino irritável, úlcera (por conta da presença da capsaicina) e cuidado pois para algumas pessoas aumenta a motilidade intestinal (ou seja pode soltar o intestino) e pode aumentar o fluxo sanguíneo local.

Gengibre: além de termogênico, é um potente anti-inflamatório, super indicado para perda de peso, reduz náuseas e vômitos em gestantes e no alívio de dores de cabeça quando associado com água de coco natural. Tem ação diurética que auxilia na redução da retenção de líquidos, tudo isso devido alguns compostos como o Gingerol. Você pode usar o gengibre na forma in-natura ou desidratado para temperar seus alimentos, na forma de chás, sucos, entre outros.

Foto: Pixabay

Abacate: rico em ácido Oleico (ômega 9), o mesmo encontrado no azeite, este óleo ajuda na sensação de saciedade, reduz a inflamação das células e baixa a carga glicêmica da refeição, o que resulta em menos gordura corporal. Se consumido antes de dormir, potencializa a ação do hormônio GH (hormônio do crescimento), que tem seu pico durante o sono, auxilia na oxidação de gorduras, ajudando assim no emagrecimento.

+ Veja como participar de uma corrida virtual!

Fibras: a própria aveia, chia, ou outros grãos e cereais são alimentos de difícil digestão, exigem um maior esforço na mastigação e fazem com que nosso organismo gaste mais energia para metabolizar. As fibras que por sua vez mantém o índice glicêmico estável, evitando picos de açúcar no sangue e consequentemente reservas de gorduras, prevenindo doenças crônicas como o diabetes.

Descubra o que o termogênico faz e em quais alimentos assim você deve apostar
Foto: Pixabay

Cafeína: a cafeína presente no café ou em outros alimentos pertence ao grupo das xantinas, que estimulam o sistema nervoso central. É responsável por mobilizar a gordura em nosso organismo para ser queimada, também é um poderoso estimulante, dando mais energia no dia a dia.

Óleo de coco: contém triglicerídeos de cadeia média (TCM), que por ser uma gordura de fácil digestão, o organismo a usa para gerar energia de imediato, evitando o acúmulo de gorduras, ajudando assim no emagrecimento e dando energia durante os exercícios.

Foto: Pixabay

Hibisco: tem ação diurética devido a um flavonoide chamado Quercetina que ajuda a combater a retenção de líquidos. Ajuda a evitar o acúmulo de gorduras pois reduz a produção de novas células de gorduras (adipogênese), auxiliando assim na perda de peso. Também ajuda a combater o colesterol ruim e diminuir a pressão arterial. Evite tomar mais de duas xícaras por dia.

Pepino: o pepino é um alimento de difícil digestão e como muitos dizem, ele pode “ficar te lembrando que foi ingerido durante a tarde toda”. Sendo assim o organismo gasta mais energia para digerir o alimento, fazendo com que a energia fornecida ajude na perda de peso.

+ Escolha sua próxima corrida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts