Saiba porque a Maratona de Londres deste ano é imperdível

Marílson e Solonei correm juntos em Londres (foto: Fernanda Paradizo/ Revista Contra-Relógio)
Marílson e Solonei correm juntos em Londres (foto: Fernanda Paradizo/ Revista Contra-Relógio)

No domingo, 22/04, a capital inglesa recebe a 32ª Maratona de Londres, segunda prova em 2012 do Circuito WMM World Marathon Majors, as maiores maratonas do mundo. Esta prova tem todos os ingredientes necessários para ser classificada como imperdível, comparável apenas às duas maratonas olímpicas em agosto. Veja os motivos!

Jogos Olímpicos– O local é o mesmo onde serão disputadas as maratonas mais importantes do ano, as das Olimpíadas (05 e 12/08). Apesar de o percurso não ser exatamente o mesmo, boa parte dos trechos que margeiam o Rio Tâmisa faz parte tanto da prova de domingo como das de agosto.

Só o fato de correr em solo olímpico já deve empolgar os maratonistas e, além disso, a apenas uma semana do término do prazo nacional para a obtenção do índice, Solonei Rocha deve correr forte para assegurar sua vaga nos Jogos de Londres.

Brasileiros– O Brasil leva para a Inglaterra dois dos seus melhores maratonistas em atividade. Marílson Gomes já está classificado para os Jogos Olímpicos, por critério técnico da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

No entanto, não completou nenhuma maratona abaixo do índice no período especificado pela CBAt (setembro de 2011 a abril de 2012). Se correr como em 2011, quando fez na prova londrina a melhor marca de sua carreira (2h06), Marílson calará os críticos que afirmam que a CBAt mudou as regras depois que o prazo para a obtenção do índice estava em jogo.

Já Solonei Rocha, campeão da Maratona dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara em 2011, precisa completar a prova em Londres abaixo de 2h12, tempo que Franck Caldeira fez em Milão no dia 15 de abril. Franck é hoje o terceiro e último, já que só três se classificam por país da lista masculina brasileira, que tem Marílson e Paulo Roberto de Almeida Paula (com 2h11).

A briga queniana– O Quênia elegeu seis maratonistas como pré-classificados para as três vagas olímpicas. Quatro deles correrão em Londres: Emmanuel Mutai (atual vencedor da prova e do circuito WMM), Patrick Makau (atual recordista mundial, com 2h03min38), Wilson Kipsang (segundo melhor tempo da história, 2h03min42) e Abel Kirui (bicampeão mundial de Maratona, em 2009 e 2011).

Com o abandono de Geoffrey Mutai em Boston (16/04) e apenas um terceiro lugar de Moses Mosop na Maratona de Roterdã (15/04), provavelmente é da Maratona de Londres que sairão os representantes do Quênia nas Olimpíadas. Bicampeão de Londres, Nova York e quarto colocado na última São Silvestre, Martin Lel é outro queniano que corre a prova.

Elite feminina– Já garantidas na Olimpíada, as duas maratonistas mais rápidas da história estarão ausentes, a britânica Paula Radcliffe e a russa Liliya Shobukhova. O destaque fica pela presença da atual campeã da prova e maior expoente queniana da modalidade, Mary Keitany.

Keitany é conhecida pelo seu estilo agressivo de correr, sem poupar esforços o que lhe custou uma vitória na Maratona de Nova York 2011. Bicampeã do WMM, a alemã Irina Mikitenko deve dar trabalho para a queniana em Londres.

Outros nomes fortes na prova feminina são a romena Constantina Dita (atual campeã olímpica), Priscah Jeptoo (vencedora da última São Silvestre) e a italiana Nadia Ejjafini (quarta na última São Silvestre). A Maratona de Londres será transmitida no Brasil pelo canal de TV por assinatura Sportv, a partir de 5h00 de domingo (horário de Brasília).

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts