Saiba porque Ayrton Senna era referência de preparo físico na Fórmula 1

Para se dar bem na Fórmula 1, é necessário ser mais do que apenas um bom piloto. Um corredor de sucesso precisa de uma ótima preparação física e por isso, Ayrton Senna dedicou grande parte de seu tempo e rotina aos treinos, junto a grandes profissionais do esporte como o treinador Nuno Cobra, que se tornou referência em preparação física.

Durante as provas a resistência do piloto é muito testada, esforço sob o volante, aceleração lateral e muitas trocas de marcha. Como dizia o próprio Ayrton: “no que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço e à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz”. Por esta mentalidade, o corredor brasileiro se tornou tão próximo de seus treinadores.

Estão abertas as inscrições para o Troféu Cidade de São Paulo!

Foto: Instituto Ayrton Senna/ CC BY 2.0 Foto: Instituto Ayrton Senna/ CC BY 2.0

Para ter uma noção maior da exigência, a ação da gravidade durante a corrida, faz com que o corpo do piloto se torne cinco vezes maior que seu peso! A aceleração “achata” o piloto dentro do carro e quando a cabine é travada, a força de desaceleração provoca uma grande compressão dos órgãos contra a caixa torácica.

Preparo físico

Ayrton levantava por volta das 8h30 e seus treinos totalizavam cerca de 15 quilômetros por dia ao final de um mês. Todo esse preparo se deve ao objetivo de atingir a oxigenação perfeita do corpo.

Porém, foi um longo processo até chegar neste nível, quando ainda estava na Fórmula 3, Senna acreditava que tinha algum problema de coração, pois segundo ele sempre passava mal após as corridas. Com o tempo, foi descoberto que não havia problema algum, o piloto apenas não trabalhava esse músculo quando necessário. Sendo assim, Nuno Cobra, seu treinador, começou a sugerir caminhadas nas pistas de atletismo, que logo se tornaram longas corridas, o que resultou em uma melhora significativa da confiança do atleta.

Musculatura

O principal foco da musculatura na Fórmula 1 é o pescoço, exercícios de alongamento e fortalecimento da área são imprescindíveis para que o piloto não sofra com os efeitos de aceleração lateral, a famosa força G. O conjunto, capacete, sistema de proteção e cabeça, durante a corrida, fazem uma força no pescoço que chega aos incríveis 24 quilos.

Foto: wileynorwichphoto/ CC BY 2.0 Foto: wileynorwichphoto/ CC BY 2.0

Faça o treino você mesmo

Em 2014 a empresa Cobra Saúde, decidiu tornar o acesso da sua metodologia exclusiva para atletas de elite a qualquer um. Formada pelos filhos de Nuno Cobra, Nuno Cobra Jr. e Renato Cobra, o método consiste em utilizar apenas o corpo, sem aparelhos de academia.

Para saber mais acesse o site http://www.cobrasaude.com/

Este texto foi escrito por: Gustavo Mazzucchelli

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts