Saiba tudo sobre o treino funcional e como ele pode melhorar sua corrida

Saiba tudo sobre o treino funcional e como ele pode melhorar sua corrida
Foto: Adobe Stock

Quem se dedica a corrida sabe o quão importante é fortalecer a musculatura, praticando outras modalidades. A forma mais comum é a musculação, mas nem todo corredor é fã da prática, é aí que os treinos funcionais ganham espaço.

O treinamento funcional vem sendo citado como mais eficaz tanto para melhorar o rendimento como para diminuir o risco de lesões. Isso porque trabalham o corpo de uma forma muito mais ampla do que exercícios feitos em aparelhos, por exemplo. Se você ainda não está muito familiarizado como a prática, essa é a hora de tirar todas suas dúvidas, confira:

O que é?

De acordo com o treinador Fellipe Franco, da Z-Track Assessoria Esportiva, o treino funcional é todo tipo de treinamento que tem um objetivo, que vai servir para melhorar algo. Ele consiste em realizar exercícios que reproduzem a maneira como a gente se movimenta no dia a dia, como girar, empurrar, abaixar, saltar e correr.

A grande diferença dele para os outros treinos é que o funcional desenvolve o corpo de uma maneira mais eficiente, uma vez que movimenta todas as regiões de forma integrada, e não partes localizadas.

+ Acompanhe o Webrun pelo Instagram!

Quais os benefícios?

Dentre os principais benefícios podemos destacar a melhora na postura, equilíbrio, agilidade, flexibilidade, força muscular, coordenação motora, alívio das dores nas costas, melhora do sistema cardiorrespiratório. O treino funcional oferece inúmeros benefícios ao mesmo tempo, confira alguns:

– Fortalece a musculatura : o exercício deixa o corpo definido e tonificado por completo , sem, necessariamente, depender de exercícios específicos, aumentando assim a força e a resistência.

– Ajuda a manter a postura: pois desenvolve a consciência corporal e a coordenação motora.

– Trabalha o sistema cardiorrespiratório: já que exige velocidade de execução das tarefas e alto tempo de permanência em cada posição, por consequência, aumenta a frequência cardíaca de acordo com os exercícios.

– Melhora a flexibilidade: pois os movimentos são sempre executados com amplitude total, fazendo com que o músculo se alongue.

– Diminui o risco de lesões: aumenta a estabilidade de juntas e ligamentos, diminuindo o risco de lesões causadas pelo estresse da repetição dos movimentos.

– Melhora a explosão do atleta: alguns exercícios específicos trabalham a agilidade, dessa forma, se o atleta quiser arrancar, por exemplo, terá mais facilidade.

Como é feito?

Os exercícios são realizados com o próprio peso corporal. À medida que a pessoa evolui, eles podem ser complementados com acessórios, como bosu, minitrampolim, medicine ball, kettlebell, bola suíça, plataformas de equilíbrio, entre outros. Já para trabalhar a musculatura profunda são utilizados acessórios como elásticos, cordas, bolas, cones, discos e hastes.

Quanto à frequência, o recomendado é que o treino funcional seja feito em dias alternados a corrida, para não haver uma sobrecarga. Se a pessoa corre três vezes por semana, por exemplo, ela pode se dedicar ao treinamento funcional de duas a três vezes, afirma Fellipe.

+ Participe de uma corrida virtual, escolha sua prova!
+ Escolha seu próximo desafio na corrida!

Qual a relação do treino funcional com a corrida?

Segundo o treinador, o treino funcional pode trazer muitas vantagens a quem já corre. A ideia é que a pessoa consiga fazer mais força, trabalhando os saltos, a prospecção, o equilíbrio. A corrida, no caso, é uma sequência de saltos então quando se faz o treino funcional pensando nisso é possível fortalecer partes do corpo como os joelhos, tornozelos, com essas partes fortalecidas o risco de o corredor se lesionar cai muito, enquanto o equilíbrio aumenta bastante, diz.

Para o treinador, além desses benefícios, o treino funcional também ajuda a melhorar a técnica da corrida, uma vez que a amplitude dos movimentos se torna mais completa e o atleta passa a ter mais consciência corporal também na hora de correr.

E aí, vai colocar o funcional na sua planilha?

Leia também:

– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance
– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?

– Conheça os principais benefícios da caminhada para a saúde
– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis 
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carolina Abrantes

Carolina Abrantes

Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.

Ver todos os posts