São Silvestrinha leva 1600 crianças ao Ibirapuera

Bianca concentrada para a largada (foto: Harry Thomas Jr/ www.webrun.com.br)
Bianca concentrada para a largada (foto: Harry Thomas Jr/ www.webrun.com.br)

Na tarde dessa sexta-feira (29), antevéspera de ano novo, a pista de atletismo do complexo Constâncio Vaz, no Ibirapuera, reuniu crianças de seis a 15 anos para a disputa da 13ª São Silvestrinha. O objetivo, segundo os organizadores, é incentivar a prática do esporte de corrida nas crianças desde cedo.

São Paulo – O clima colaborou e o sol acompanhou as crianças que foram divididas em baterias com distâncias diferentes, conforme as idades. Assim, na faixa etária de seis anos foram disputados 50 metros, sete anos 50 metros; oito anos 60 metros; nove anos 60 metros; 10 anos 80 metros; 11 anos 80 metros; 12 anos 100 metros; 13 anos 100 metros; 14 anos 400 metros e 15 anos 600 metros.

Segundo José Antonio Martins Fernandes, presidente da Federação Paulista de Atletismo, a prova é disputada nos mesmos moldes de uma corrida de rua, com aferição da Federação, premiação e contagem de tempo. “Fazemos uma seqüência de provas durante o ano para as crianças e essa competição é um incentivo para que elas corram em todas, pois não cobramos taxa, fazemos uma espécie de competição escolar”, comenta. “Queremos formar futuros campeões”, completa.

O garoto Gustavo Santos Vieira, de 11 anos, esteve na prova e comentou que gosta de participar de corridas. “Sempre corro nas gincanas da escola e já tenho três medalhas”, comenta o jovem atleta.

Personalidades – Quem esteve presente também foi Carlos Ventura, técnico de corridas que teve como pupilo o bicampeão da São Silvestre José João da Silva. “Acho que o atletismo tem que sofrer um rodízio maior e a participação de jovens é muito importante”, ressalta. “Essa prova é um incentivo para que eles pratiquem o esporte. O problema no Brasil não é esportivo, mas sim cultural, então temos que divulgar essa competição como uma preparação para o futuro”.

Já José João, depois de participar de um treino com as crianças no último sábado (23), foi conferir de perto a competição. “A São Silvestrinha é um despertar para eles, pois aqui se agrega a família; os pais, mães. São 82 anos de São Silvestre e a prova não tem limites, exemplo disso é essa corrida para as crianças”.

E Zé João está certo, a prova integra a família e muitos familiares, que foram torcer e acompanhar seus filhos, netos, sobrinhos, etc. Laize Nuez, tia de João Pedro Aranha, 11 anos, comenta a importância que a prova tem. “É importante para que a gente se integre mais com ele. Em vez de ele ficar jogando videogame ele está aqui praticando um esporte”. Ele começou a correr com 10 anos, mas diz que participa apenas por diversão. “Gosto de correr, pois conheço pessoas novas, mas não quero correr sempre, quero ser jogador de futebol”.

Enquanto uns participam apenas pela diversão, outros querem a corrida como forma de ganhar a vida. É o caso de Bianca Oliveira da Silva, de 10 anos, que começou a correr por incentivo do pai e hoje tem uma rotina de treinos de dar inveja a muito marmanjo.

“Faço aquecimento, dou tiros pelo estacionamento do prédio e sempre alongo depois”, comenta. “Eu treino todos os dias, menos de sábado e domingo, que descanso. Já participei da PA Kids, de uma prova da Corpore e quero participar de corridas quando crescer e ser professora de educação física”.

Quem parece levar jeito para professora é Ana Luiza Garcez, a Animal. A atleta, que mora no alojamento do Constâncio Vaz, auxiliou os organizadores ao conduzir as crianças do pórtico de chegada para a área onde estavam seus parentes.

“Tem que incentivar as crianças a correr, pois se elas não fizerem esporte vão ficar na rua pedindo dinheiro no semáforo. Isso eu não acho legal, hoje está uma maravilha, nem no Troféu Brasil de Atletismo tinha tanta torcida”, comenta.

Agora, para encerrar o ano com chave de ouro, só resta a disputa da São Silvestre propriamente dita, no dia 31. As mulheres vão largar às 15h15e os homens às 17.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts