Se aceitar não é o mesmo que se conformar

Você tem que se aceitar. Independentemente da condição que você se encontrar. Aceitar a si mesmo é o primeiro grande exercício de amor que podemos fazer pela humanidade. Aceitar suas virtudes e defeitos, erros e acertos, desempenho e falha, pontos fortes e a serem desenvolvidos. Aceitar que, na sua história, você sempre buscou fazer o melhor que podia, com o que sabia naquele momento. E que você é um ser humano, não uma máquina de perfeição…

Sim! Cada marca do seu corpo, cada ruga no seu rosto, cada lágrima derramada, cada dor de arrependimento fazem parte de sua história. E te ajudaram a construir quem você é hoje. Claro, você é o único responsável por tudo que te aconteceu! Mas também o único a poder mudar aquilo que não te satisfaz.

Ao se conformar, você afirma a si mesmo a incapacidade de mudar e de conseguir algo melhor Foto: Ronstik/Fotolia
Ao se conformar, você afirma a si mesmo a incapacidade de mudar e de conseguir algo melhor Foto: Ronstik/Fotolia

Aceite o que puder aceitar. Mas mude o que não te faz bem. Entenda que aquilo que não te satisfaz não deve ser aceito por você. Um relacionamento abusivo, um trabalho sacrificante, um corpo que te apreende, uma amizade que te consome. Está nas suas mãos ter uma vida melhor: a que sempre quis!

Não, eu não vou te dizer que você deve se amar, se te incomoda estar acima do peso. Também não vou te orientar a entender que você não é capaz de algo. Ou muito menos colaborar com a ideia de que você não é merecedor de uma vida melhor, independente de qual aspecto esteja te incomodando.

Já pensou em competir no triathlon? Inscreva-se para o Toughman Brasil!

Aceitar-se não significa conformar-se. Quando você se aceita, você se ama acima de tudo e apesar de tudo. Justamente por esse motivo vai querer cada vez o melhor para si mesmo. Quando você se conforma, você estagna em um lugar que não te faz bem. Ao se conformar, você se obriga a viver em um corpo que não te faz sentir bem, em uma casa que não te faz sentir confortável, em um relacionamento que não te deixe realizado, em um trabalho que não te traga alegrias…

Jamais aceite o que pode te prejudicar. Jamais acredite que você não é merecedor. Jamais imagine que você é incapaz Foto: Gorodenkoff/Fotolia
Jamais aceite o que pode te prejudicar. Jamais acredite que você não é merecedor. Jamais imagine que você é incapaz Foto: Gorodenkoff/Fotolia

Ao se conformar, você afirma a si mesmo a incapacidade de mudar e de conseguir algo melhor. Ao se conformar, você assina um atestado de incapacidade de ação e se mantém em uma eterna zona de conforto… Aquela mesma, que de confortável não tem nada! Ao se conformar, você permanece sentado em cima de um prego por não acreditar que irá conseguir sair de lá!

Está acima do peso e isso te faz infeliz? Mude! Busque estratégias para ter as ações necessárias para emagrecer, encontre profissionais que te apoiem mas, acima de tudo, saiba que a força que você precisa para atingir seu objetivo está dentro de você!

Ame-se sim! Acima de tudo e de todos. Seja sua prioridade. Ame-se primeiro. Mas jamais se contente com algo que não lhe soa bem. Jamais aceite o que pode te prejudicar. Jamais acredite que você não é merecedor. Jamais imagine que você é incapaz.  Aceite-se sim, porém jamais se conforme!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Elaine Lopes

Elaine Lopes

Psicóloga graduada pela Universidade Católica de Santos e especialista em Transtornos Alimentares e Obesidade, formada pela FMUSP em parceria com o Hospital das Clínicas. Possui formação em Master Practitioner em PNL e Coaching Sistêmico. Além do atendimento clínico, atualmente é sócia-proprietária e responsável pela divisão de saúde e bem-estar da Soar Desenvolvimento Humano. Idealizadora do projeto Emagreça de Dentro Para Fora, criadora da metodologia de emagrecimento que leva o mesmo nome, e que a fez emagrecer 28 quilos. Ministra o curso Viva Leve! Reprograme sua mente e emagreça e o curso online Pense Leve.

Ver todos os posts