Será que você tem alergia à corrida?

Parece estranho, mas uma corrida pode desencadear desconfortos incomuns em muitos praticantes como, por exemplo, coceira, pele irritada e até mesmo vermelhidão no corpo. Esses sintomas acontecem devido a um tipo de alergia, que afeta boa parte da população praticante de exercício.

Os sintomas ocorrem devido a vasodilatação periférica, que nada mais é que a dilatação dos vasos sanguíneos, junto a uma liberação de substâncias alergênicas na corrente sanguínea, durante algum exercício A dermatologista Juliana Fosco, da Clínica Novazzi, explica que em casos mais leves, a vermelhidão e a coceira cessam poucos minutos após o término da atividade física. “Em casos mais graves pode ocorrer sensação de calor, ruborização, coceira intensa, urticária exagerada, tonturas, desmaios, vômito e até mesmo diarreia”.

Foto: Voyagerix/Fotolia Foto: Voyagerix/Fotolia

Como costuma se manifestar?

A pessoa alérgica apresenta sintomas característicos como espirros, congestão nasal, coriza, coceira, lacrimejamento, urticárias, falta de ar entre outros.

Tem cura?

A alergia não tem cura, mas pode ser controlada. O tratamento visa melhorar os sintomas, afastar o paciente do alérgeno (substâncias que causam a reação alérgica) e, em casos específicos, induzir tolerância a ele.

É necessário acompanhamento médico?

Com a regularidade da prática esportiva e com bom condicionamento físico, estes sintomas tendem a desaparecer. Se tais sintomas permanecerem ou aumentar, é preciso procurar um médico.

Lembre-se cada caso é único e precisa de avaliação médica criteriosa para o sucesso terapêutico.

Christina Volpe

Christina Volpe

Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webrun. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, uma corrida acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.

Ver todos os posts