Soja: um grão poderoso e rico em proteínas

A soja é um grão rico em proteínas que começou a ser cultivado na Ásia há mais de cinco mil anos. A planta passou a ser explorada comercialmente no Ocidente apenas na segunda década do século vinte, nos Estados Unidos.

No Brasil, o cultivo do grão só começou depois de 1950, por ser uma alternativa de verão para ser cultivada no lugar do trigo. Atualmente, o país produz cerca de 75 milhões de toneladas de soja. Ela tem diversos benefícios para a saúde. Por exemplo: o grão auxilia na redução dos níveis do colesterol ruim, o LDL, e ajuda a elevar os níveis de HDL, o colesterol bom.

A nutricionista da Midway Lab, Caroline Yoshioka conversou com o Webrun e nos deu mais algumas informações sobre esse alimento tão benéfico para as pessoas:

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Soja na vida do corredor

Os corredores costumam ter um treinamento exaustivo, isso faz com que precisem de uma maior resistência física. Se junto com o treinamento, o corredor não tiver uma boa alimentação ele pode catabolizar, ou seja, perder músculo ao invés de ganhar. “É nessa hora que entra a soja, ela tem um alto teor proteico, o que faz com que haja um aumento na síntese proteica e que aconteça uma melhora na resposta muscular, evitando o catabolismo”, afirma a nutricionista.

 

 

Além desses benefícios para quem corredores, a soja é boa para um desenvolvimento cognitivo e saúde das pessoas. É uma ótima fonte proteica para veganos e vegetarianos. Um corredor que não consome carne tem certa dificuldade de atingir a sua demanda proteica pelo fato de não consumir proteína de alto valor biológico.

“Uma maneira de inserir a soja em sua alimentação é refogada, temperada com ervas finas e alguns legumes como cenoura e cebola. Outro jeito delicioso é transformá-la em um hambúrguer fit, misturando a soja com ovos e farinha de fécula de batata.”, explica Caroline.

A quantidade recomendada de soja depende da alimentação das pessoas. Quem não gosta de soja pode substituí-la por carne vermelha, brancas, uvas, maracujá, abacaxi ou melão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Daniel Krutman

Daniel Krutman

Publicitário de formação, especialista em sociologia do consumo e em marketing digital. Trabalha há mais de 10 anos com conteúdo e marketing esportivo.

Ver todos os posts