Spirulina: conheça o suplemento natural rico em proteínas

O nome é curioso, suas funções são ótimas, mas pouco exploradas e sua origem é tampouco conhecida. A spirulina, uma espécie de alga azul com base recheada de proteínas, vem sendo procurada por atletas de todos os seguimentos que buscam por suplementação.

+ Conheça aqui o seu próximo desafio na corrida de rua!

Os nutricionistas Alan Tiago Scaglione e Edvânia Soares conversaram com o Webrun para explicar sobre os efeitos, benefícios e quando consumir a alga. Rica em ferro, aminoácidos, minerais, vitaminas e, em especial, a vitamina B12, o suplemento pode beneficiar a saúde em diversos aspectos.

Spirulina: conheça o suplemento natural rico em proteínas
Foto: Adobe Stock

Os benefícios da spirulina

“A spirulina tem um poder muito grande com relação à nossa microbiota intestinal, ela serve como subsídio para a proliferação de bactérias benéficas no nosso intestino. Com isso, o corpo humano aumenta sua imunidade, melhora o trânsito intestinal, índice glicêmico, colesterol, a saúde como um todo, e previne várias enfermidades, como artrites e artroses, devido ao seu potencial antioxidante”, explica Alan.

Edvânia comenta que devido ao fato de ser rica em ferro, melhora a oxigenação, o que melhora o desempenho físico. “A vitamina B12 auxilia a absorção da proteína e, consequentemente, a força muscular. Além disso, por conter aminoácidos, a alga previne o catabolismo muscular e auxilia na contração muscular”, comenta.

O nutricionista completa dizendo que para aproveitar os benefícios completos de todos os alimentos, o indicado é seguir uma dieta balanceada e praticar exercícios físicos regularmente. “Sem essa combinação, nenhum alimento sozinho é totalmente benéfico para o organismo”.

Quando e como consumir?

Para ambos os nutricionistas, o mais indicado é consumir a substância no período pós treino, seja ele de qualquer modalidade. Não é interessante o consumo antes do exercício físico, pois todo alimento com poder antioxidante acaba atrapalhando a produção do organismo de antioxidantes. Então, o mais interessante é consumi-la depois do treino, na parte da manhã, antes de dormir ou em qualquer horário, já que não existe um tempo correto para tomar a spirulina.

Ela pode ser consumida em forma de cápsulas, ou em pó, misturada em água ou sucos. A forma de ingestão da spirulina não diferencia sua ação no organismo humano. Gestantes, lactantes, crianças e pessoas que são alérgicas a fenilalanina precisam tomar cuidado e evitar o consumo da alga.

+ Já pensou em correr um Ironman? Conheça as etapas aqui!

Spirulina é considerada um suplemento?

“A spirulina pode ser considerada um suplemento para qualquer esportista, seus benefícios melhoram a absorção de nutrientes e a imunidade. Então, pessoas que realizam exercícios de alta intensidade tendem a sofrer uma queda na imunidade, portanto, o suplemento consegue melhorar isso. Para qualquer praticante de atividade física é interessante”, comenta Alan.

“No caso dos corredores, a alga é considerada um suplemento, como também um superalimento. O corredor precisa de alimentos ricos em ferro e aminoácidos para garantir um bom desempenho, força e resistência. Devido a sua composição, a spirulina se torna indispensável no dia a dia do corredor”, finaliza Edvânia.

*Fonte: Edvânia Soares (CRN3 – 18435), nutricionista da Estima Nutrição.

Dr. Alan Tiago Scaglione (CRN3 – 45336), nutricionista da Estima Nutrição e especialista em Suplementação Nutricional aplicada ao Exercício pela USP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leonardo Boscolo

Leonardo Boscolo

Sou um apaixonado por esportes e aspirante a corredor. Um jornalista que vê na corrida um mundo de objetivos a serem alcançados, realizações pessoais e a oportunidade de se tornar cada dia uma pessoa melhor.

Ver todos os posts