• Lesão - Entenda os tipos de joelheiras que existem e qual você deve usar

Entenda os tipos de joelheiras que existem e qual você deve usar

Umas das partes do corpo mais exigidas durante a prática esportiva, seja ela recreativa ou competitiva, sem dúvida, são os joelhos. Em atividades que envolvem impacto nas articulações, como por exemplo, a corrida e o futebol, o desgaste pode acontecer. Com o intuito de proteger, evitar e diminuir o impacto, um médico especialista pode indicar o uso de joelheiras apropriadas para a prática de esportes.

+ Confira aqui o seu calendário completo de corridas de rua!

O joelho é formado pela articulação entre o fêmur e a tíbia e também entre o fêmur e a patela. Para que ela se comporte de forma equilibrada, há a necessidade  de que a anatomia primeiramente favoreça a estabilidade, assim como a integridade dos ligamentos. Estes, dão instabilidade primária à articulação e, em seguida, os músculos e tendões dão instabilidade secundária aos joelhos.

Segundo o ortopedista Dr. Moisés Cohen, o uso excessivo da articulação, um trauma ou posturas e gestos que sobrecarregam o joelho, desencadeiam uma série de desajustes. “Qualquer problema deve ser investigado por um ortopedista, para que seja estabelecido um diagnóstico através do exame clínico e alguns exames subsidiários, que levam a uma conduta adequada para o tratamento. Entre essas condutas, pode ser sugerido o uso de joelheiras, mas ainda é muito controverso em virtude de não se encontrar reais evidências que possam justificar o uso da mesma”, comenta o especialista.

Os tipos de joelheiras

As joelheiras dão suporte à articulação e a mantém comprimida e estabilizada durante os movimentos, tanto nas atividades do cotidiano, quanto nas atividades físicas.

Joelheira elástica

A joelheira mais comum disponível no mercado são as elásticas, em sua maioria fabricadas com um material de Neoprene. Elas podem ter ou não um orifício e reforço na região da patela. Seu uso é sugerido no suporte para prática de esportes, que passam uma sensação de segurança ao praticante.

Entenda os tipos de joelheiras que existem e qual você deve usar

As elásticas são as mais comuns na prática esportiva – Foto: AdobeStock

Joelheiras ortopédicas

Estas joelheiras possuem uma estrutura mais complexa. Podem vir com hastes que limitam deslocamentos laterais, faixas que são indicadas para uma tentativa de estabilidade da articulação que foi comprometida por uma lesão ligamentar e, muitas vezes, um componente de gel no caso de instabilidades femoropatelares. Elas têm um objetivo mais funcional, que protege o ligamento e auxilia na recuperação.

Dentro das joelheiras ortopédicas, existem aquelas com o mesmo objetivo de estabilidade, mas para as lesões degenerativas do joelho como a osteoartrose. É importante salientar que esse quadro degenerativo e progressivo da articulação do joelho, também vai comprometendo a função muscular. Isso significa uma diminuição do controle motor e deve se ter prudência na indicação, para não levar um prejuízo maior do quadro geral do problema.

Entenda os tipos de joelheiras que existem e qual você deve usar

As ortopédicas e órteses são mais indicadas no tratamento de traumas e lesões – Foto: AdobeStock

Quando não utilizar?

Apesar de ser um bom recurso terapêutico na gama de opções para as lesões ortopédicas, há um uso indiscriminado das mesmas. Ou seja, muitas vezes os atletas utilizam sem uma indicação, o que não auxilia no propósito a que se destina e pode até prejudicar a recuperação da lesão. Por isso, é indicado sempre consultar um especialista, que fará a indicação da melhor joelheira ou até mesmo desencorajá-lo para evitar complicações desnecessárias.

No caso de órteses de reabilitação, elas têm uma indicação quando há uma lesão instalada e são utilizadas para limitar o movimento do joelho pós lesão ou cirurgia. “Elas auxiliam na proteção do ligamento em reparo, ou mantém a patela dentro do seu limite, visando cicatrização de estruturas comprometidas”, explica Moisés.

“Não poderia deixar de citar o aspecto de prevenção de lesões através do uso de joelheiras. Existe muita desinformação, pois muitos sinais de sobrecarga de joelho são negligenciados, não interpretando a real causa do desconforto”, comenta o ortopedista. Ele também explica que muitas pessoas, antes de procurar um especialista para avaliar a articulação, realizam tentativas de minimizar dor e o desconforto com automedicações e o uso indevido de joelheiras.

+ Garanta a sua inscrição para a Spartan Race São Paulo aqui!

No caso de atividades de alta performance ou longa duração, o uso adequado de órteses pode prolongar a capacidade do corpo de suportar o esforço. Para isso, é importante lembrar da relação esforço/recuperação, para que dores provenientes da prática do esporte não façam parte da rotina de treinos e competições.

Não é recomendado utilizar joelheiras como um modismo ou acessório. Mas, sim com a finalidade de proteger a articulação, dar estabilidade e manter o atleta em sua prática esportiva.

*Fonte: Dr. Moisés Cohen, presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Professor e Chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp e diretor do Instituto Cohen.

Comentários

Tags:, , , , , , , ,
Leonardo Boscolo
Sou um apaixonado por esportes e aspirante a corredor. Um jornalista que vê na corrida um mundo de objetivos a serem alcançados, realizações pessoais e a oportunidade de se tornar cada dia uma pessoa melhor.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade