Tóquio 2020: COI definirá situação das Olimpíadas nos próximos dias

O COI (Comitê Olímpico Internacional) promoveu no último domingo (22), uma reunião de emergência de seu comitê executivo e descartou um cancelamento dos Jogos Olímpico de Tóquio 2020. A entidade, no entanto, definiu uma data-limite de quatro semanas para apreciar um adiamento dos jogos, marcado para ser realizado entre 24 de julho e 9 de agosto.

Em nota divulgada após o encontro, o COI afirmou que “um cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio não resolveria qualquer problema, nem ajudaria ninguém. Portanto, um cancelamento não está na agenda”.

IAAF inicia contagem regressiva para o atletismo de Tóquio 2020 - Foto: Divulgação
IAAF inicia contagem regressiva para o atletismo de Tóquio 2020 – Foto: Divulgação

É a primeira vez que o comitê olímpico considera adiar as Olimpíadas de Tóquio. São considerados cenários em que a competição será adiada para o final deste ano, ou então 2021 ou 2022.

A entidade disse analisar possibilidades para concluir o adiamento do evento. Ressaltou que confia nos organizadores japoneses e que ambos conseguiriam, “com certas restrições de segurança, realizar os Jogos no país enquanto respeita as salvaguardas para a saúde de todos os envolvidos”.

+ Escolha um evento no segundo semestre e garanta a sua inscrição!

No entanto, “existe um dramático aumento no número de casos e novos surtos de Covid-19 em diferentes países de diferentes continentes. Isso levou o comitê executivo a concluir que o COI tem de tomar o próximo passo no planejamento de diferentes cenários”, continuou o comunicado.

O COI disse que, por conta da crescente do novo coronavírus, instalações essenciais para as Olimpíadas poderiam estar indisponíveis e que “manejar milhões de noites reservadas de hotéis será difícil, assim como adaptar os calendários de ao menos 33 esportes olímpicos”.

“Estes são apenas alguns de muitos, muitos outros desafios”, escreveu o COI, que complementou e disse que o esforço de mudar a data dos Jogos exigiria enorme esforço de seus patrocinadores, detentores de direitos de transmissão, federações internacionais e autoridades japonesas.

A entidade sofreu grande pressão de atletas, comitês olímpicos nacionais e federações esportivas mundo afora na última semana pelo adiamento dos Jogos. O alemão Thomas Bach, presidente da entidade, reiterou seguidas vezes que a data de realização estava mantida, o que gerou inúmeras críticas.

No período, o Comitê Olímpico do Brasil (COB), o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), a federação norte-americana de natação (USA Swimming) e o Comitê Olímpico Espanhol pediram pelo adiamento da competição.

Horas depois do pronunciamento, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, disse que a remarcação do megaevento pode ser considerada se a pandemia causada pelo novo coronavírus tornar impossível realizá-lo “em sua forma completa”.

“Se a decisão do COI significa que é impossível manter (as Olimpíadas) em uma forma completa, talvez seja necessário tomar uma decisão para adiá-las”, declarou.

Comitê Paralímpico Internacional e o adiamento

Após o anúncio feito pelo COI, o presidente do IPC (Comitê Paralímpico Internacional), o brasileiro Andrew Parsons, declarou que a entidade e todo o movimento paralímpico apoiam a decisão de analisar os possíveis cenários para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 nas próximas semanas, incluindo o adiamento.

“Em relação aos jogos, a saúde e o bem-estar de todas as pessoas presentes são a prioridade número um e tomar essa decisão é absolutamente a coisa certa a se fazer, considerando a situação sem precedentes que atualmente enfrentamos”, comentou.

O IPC acredita que o próximo mês fornecerá tempo suficiente para ver se a situação de saúde global melhora, ao mesmo tempo em que oferece uma janela de oportunidade para analisar diferentes cenários. Caso a decisão seja pelo adiamento, a entidade afirma que apoiará o COI no enorme desafio logístico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts