Treino para Maratona de SP reúne atletas na USP

O treino contou com ditadores de ritmo (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)
O treino contou com ditadores de ritmo (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)

Com um dia chuvoso e frio, cerca de 100 ateltas estiveram presentes na USP, em São Paulo, para participar de um treino para a Maratona de SP promovido pela ATC (Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo). Confira como foi.

São Paulo – O dia amanheceu chuvoso, com um vento gelado e com os digitais da USP na casa dos 15ºC às 7h, horário em que a maioria dos atletas começava a chegar no Velódromo, nas proximidades da Raia Olímpica. Todos os participantes doaram um quilo de alimento não perecível para usufruir de toda a estrutura montada pela Yescom, que será doado para a ADD, Associação Desportiva para Deficientes, que conta com diversos projetos assistenciais.

A organizadora da Maratona de São Paulo colocou à disposição dos presentes um pórtico de largada e chegada com relógio digital para marcaçãpo de tempo, postos de água, grades de proteção, ambulância, sistema de som, entre outras facilidades. Às 7h45 teve início um aquecimento seguido de alongamento e, pontualmente às 8h, foi dado o tiro de largada, hora em que a chuva já havia cessado e o sol ameaçava aparecer entre as nuvens.

O percurso teve distância de 5.150 metros e cada atleta seguiu um puxador de ritmo, de acordo com seu tempo de prova. Dessa forma, foram estabelecidos diversos grupos, desde aqueles que correm 4min30 até os que correm 6min30 por quilômetro e cada um correu um número de voltas referente ao seu condicionamento.

Impressões – Além dos inscritos na Maratona, também estavam presentes corredores que estarão nas provas de cinco e 10 quilômetros no dia três de junho. Neide da Silva, que estará na competição de 10 quilômetros aprova o treino. “Está ótimo, tudo tranqüilo, o tempo está bom e a água também”.

A vontade de treinar para fazer bonito no dia da competição é tão grande, que leva algumas pessoas a se superarem, como o atleta Moacir dos Santos, que correu com o braço direito enfaixado. “O treino de hoje está perfeito”, comenta. . “Não dá para fazer meu ritmo normal, faço um pouco menos, mas tudo bem”.

A maioria dos presentes avaliou como positivo o treinamento, mas Odete Conceição faz algumas ressalvas. “Eu vim mais para contribuir com o alimento, pois tinha apenas uma hora livre”, explica. “Eu acho que faltou um pouco mais de divulgação, pois eu fiquei sabendo apenas ontem. Esse tipo de treino é muito legal e nos outros anos tinha muito mais gente”, completa.

De acordo com os organizadores, em anos passados o evento ocorreu num sábado e com uma condição climática mais favorável. Eles atribuem o baixo quorum aos eventos paralelos que aconteceram nesse fim de semana, como a Ilhabela Corpore Terra & Mar e os 10 km Tribuna FM, em Santos, mas avaliam como positivo o resultado final.

Quem também achou válido o treino foi Alex Oliveira, treinador da equipe Mario’s Team, que esteve presente no evento. “Esse treino força os corredores a sair da rotina de sempre treinar sozinho e cair na monotonia. Foi um evento com ditadores de ritmo, bem controlado e com bastante incentivo”.

A Maratona Internacional de São Paulo chega esse ano à sua 13ª edição e acontece no dia três de junho em frente à Assembléia Legislativa. Para esse ano foram feitas diversas mudanças, como antecipação da largada da categoria geral para as 8h55, a presença de bandas no trajeto e a mudança no traçado do percurso.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts