• Saúde - Evite lesões com o treino regenerativo

Evite lesões com o treino regenerativo

Treinamento ajuda a musculatura a se recuperar mais rápido

Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

O treino regenerativo nada mais é do que baixar a intensidade dos treinamentos regulares, em determinado dia da semana, a fim de fazer o metabolismo desacelerar e se recuperar do esforço anterior de forma mais rápida, colocando o corpo em uma zona confortável novamente.

<b>Como fazer?</b>

O treino é indicado para quem treina com frequência, em média a partir de quatro vezes por semana, pois consequentemente exige mais do corpo. Para quem quer fazer o regenerativo na corrida, é preciso diminuir tanto o volume quanto a intensidade, ou seja, percorrer uma distância menor que o habitual e em um ritmo menos intenso, a chamada “corrida de recuperação”.

Já quem quer fazê-lo em outra modalidade, como a natação, pilates ou ciclismo, por exemplo, basta realizar a atividade com moderação, sem se desgastar tanto como na corrida dos outros dias. Essa prática é chamada de <i>crosstraining</i>.

A vantagem em optar por outro esporte, e não praticar apenas a corrida de recuperação, é dar estímulos diferentes aos músculos e aproveitar para trabalhar partes específicas do corpo, o que só tende a contribuir no condicionamento físico do atleta.

<b>Benefícios do treino regenerativo</b>

— Ajuda a poupar as articulações, fibras musculares e os ossos do impacto;
— Acelera a recuperação do corpo;
— Ajuda a prevenir lesões e o overtraining;
— Aumentar o aporte sanguíneo nos músculos, colaborando na circulação de oxigênio e nutrientes;
— Acelera a cura de microlesões;
— Colabora para a evolução no desempenho, já que faz com que o corpo não se acostume a apenas um tipo de estímulo;
— E além disso, contribui para a remoção do ácido lático (substrato liberado na corrente sanguínea em decorrência de um esforço intenso durante o exercício) do organismo, que é apontado como causador de dores nas pernas.

<b>Quando fazer?</b>

É muito importante ter a orientação de um especialista para saber o que é melhor ao seu condicionamento. Para quem segue a própria planilha, as opções mais comuns são: escolher um dia da semana para fazer o regenerativo ou fazê-lo de acordo com a sua necessidade — se você participou de uma prova muito exaustiva, por exemplo, é natural que precise de uma semana com menos intensidade para que na próxima possa voltar com força total. Tudo depende das necessidades do seu corpo.

Apesar de todos os benefícios também é preciso ficar atento e não abusar do treino regerativo, pois se praticado em excesso , ele pode prejudicar a performance. O segredo é saber compensar o esforço com uma pausa para regeneração a medida que você não pare de fazer exercícios e nem esgote seu condicionamento!

 

Corra na Meia Maratona do Descobrimento!

Comentários

Tags:, ,
Daniel Krutman
Publicitário de formação, especialista em sociologia do consumo e em marketing digital. Trabalha há mais de 10 anos com conteúdo e marketing esportivo.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade