Vanderlei rouba a cena por onde passa

Neste mês vou falar de dois eventos em que estive e onde esteve também o Vanderlei Cordeiro de Lima, a Corrida Integração, em Campinas, e o Revezamento Pão de Açúcar, em São Paulo.

Em ambos, Vanderlei, com sua forma simples, simpática e humilde, roubou a cena e, seguramente, foi a grande atração.

No dia 19 de setembro, na Corrida Integração, que já venceu a prova em 1995,1997 e 1999, fez questão de comparecer e acabou recebendo uma bela homenagem dos organizadores da prova, a EPTV. Vanderlei passou muitos anos treinando em Campinas, tem vínculos com a cidade onde ainda possui apartamento e onde mora seu treinador, Ricardo D’Angelo, e muitos amigos.

Mesmo tendo passado boa parte da madrugada anterior concedendo entrevista à uma TV do Japão, Vanderlei chegou ao local da prova às 9h15. Às 9h30 deu a largada e, a partir deste momento, passou a atender com humildade e simplicidade a todos que se aproximavam pedindo autógrafos ou fotos, com direito a interrupção apenas durante a premiação e a homenagem.

Todos se encantaram com a disposição do atleta em atender e falar com todos os fãs e admiradores. Permaneceu no Taquaral, local da corrida, até às 12h30, quando todos já tinham falado ou tirado fotos com ele. Foi uma verdadeira lição de quem é, e sempre será, simples e humilde e de que o sucesso e o assédio não lhe subiram à cabeça.

A Integração, que teve uma organização excelente, recebeu inúmeros corredores de elite. A vitória de Franck Caldeira, que repetiu a conquista do ano passado, foi realmente convincente. No feminino, a vitória foi da queniana Debora Menich, mas devemos louvar a corrida da baiana Marily dos Santos, que terminou em segundo e ainda foi prejudicada por alguns “amigos da onça” que, no intuito de aparecer, acabaram ajudando a queniana no ultimo quilômetro de prova.

No Revezamento Pão de Açúcar, Vanderlei foi, mais uma vez, a estrela. Na tarde de sexta-feira, dia 24, dominou as atenções ao visitar a Feira de Esportes e Saúde, que faz parte do evento, quer na entrevista coletiva, quer nas voltas que deu pelo local, sobretudo nos estandes da Nike, do PA Club e da SuperAção/Webrun. Uma vez mais atendeu a todos que lhe pediram fotos e autógrafos.

No domingo, dia 26, Vanderlei chegou cedo. Não só para participar da equipe nº 1 comandada por Abílio Diniz como o 7º homem, mas também para torcer pelos companheiros de Club BM&F, que teriam uma difícil e árdua batalha para derrotar a equipe do Cruzeiro. Vanderlei não correu na equipe BM&F, pois, como desde que correu a Maratona dos Jogos Olímpicos em Atenas não retornou aos treinos, o técnico Ricardo D’Angelo decidiu poupá-lo. Escolheu como substituto um jovem de 19 anos, João Stingelin, que foi descoberto pelo próprio Vanderlei no Paraná e trazido para Campinas. Singelin, que estreava na prova, não deixou por menos e manteve a diferença de mais de 1 minuto sobre o Cruzeiro, fazendo com que a equipe BM&F, com patrocínio do Pão de Açúcar, se sagrasse bicampeã.

Na premiação, Vanderlei Cordeiro de Lima mostrava a sua simpatia e simplicidade e uma alegria redobrada ao ver o seu pupilo e descoberta João Stingelin, ainda juvenil, brilhar no lugar mais alto do pódio.

Este texto foi escrito por: Sergio Coutinho Nogueira

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts