• Atletismo - Recorde mundial feminino e tricampeonato masculino no Mundial de Meia Maratona

Recorde mundial feminino e tricampeonato masculino no Mundial de Meia Maratona

A edição do Campeonato Mundial de Meia Maratona, realizado neste sábado (24) em Trinidad Alfonso, na Espanha teve como grande vencedores a etíope Netsanet Gudeta Kebede,  com direito a recorde mundial e o queniano Geoffrey Kamworor, que conquistou o tricampeonato, com um ritmo inacreditável nos últimos 6.097 metros da prova.

Mulheres

As 122 mulheres representantes de vários países largaram 25 minutos antes e o primeiro pelotão, com doze atletas africanas, passou os primeiros cinco quilômetros em 15min39, ritmo médio de 3min08/quilômetro. A grande favorita Joyciline Jepkosgei, do Quênia e recordista  mundial da distância com 1h04min51 liderava o bloco. Correram mais cinco quilômetros em 15min59, 3min12/quilômetro, alcançaram a marca dos dez quilômetros em 31min38 com o bloco já reduzido a apenas cinco atletas: Netsanet Kebede e Meseret Belete da Etiópia, Joyciline Jepkosgei e Pauline Kamulu do Quênia, além de Eunice Chumba, queniana naturalizada pelo Bahrain.

Foto: Divulgação IAAF

Foto: Divulgação IAAF

Netsanet Kebede forçou um pouco o ritmo, percorreu mais cinco quilômetros em 15min52, média de 3min11g/quilômetro, passou a marca dos quinze quilômetros em 47min30seg, abriu quatro segundos em relação a Pauline Kamulu e oito segundos em relação a Joyceline Jepkosgei.

Empolgada, Netsanet acelerou ainda mais e percorreu mais cinco quilômetros em quinze minutos e vinte e três segundos, 3min05/quilômetro, chegando a marca dos vinte quilômetros em 1h2min53, já abrindo 40 segundos em relação a Pauline Kamulu e Joyciline que vinham juntas.

Mais 1.097 metros e Netsanet que havia sido sexta colocada no mundial de 2014, quarta no de 2016 e tinha como melhor marca pessoal 1h07min26, completou a prova em 1h06min11, estabelecendo o novo recorde mundial em provas somente femininas, sem apoio de pacemakers homens.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Joyciline Jepkosgei, com 1h06min54 ficou com a prata e Pauline Kamulu com 1h06min56 ficou com o bronze. Nos dois mundiais anteriores as quenianas haviam ganho todas as medalhas, mas desta vez, além de perderem a primeira colocação para a etíope, perderam o pódio por equipes para a Etiópia.

Homens

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No masculino a prova começou em ritmo bem lento, com 49 dos 156 atletas passando os primeiros cinco quilômetros entre 14min31 e 14min34, ritmo um pouco abaixo de 2min55/quilômetro. O queniano bicampeão mundial e grande favorito Geoffrey Kamworor liderou os próximos cinco quilômetros em 14min58, ritmo para ele muito confortável de 3min/quilômetro e chegou a marca dos dez quilômetros em 29min28, ainda acompanhado de um grande grupo de atletas.

Mais cinco quilômetros liderados por Kamworor em 14min45 (2min57/quilômetro), passaram a marca dos quinze quilômetros em 44min13 e  a prova seguia indefinida com muitos atletas juntos. Tudo parecia levar a prova para uma das mais fracas da história dos mundiais, quando Kamworor começou acelerar e se desgarrar dos demais como se tivesse engatado uma quinta marcha.

Clique aqui e inscreva-se para a Corrida Soldadinho do Bope!

Com a ajuda de um vento favorável ele fez algo que parecia impossível, rodando os próximos cinco quilômetros em absurdos 13min01, com ritmo médio de 2min36/quilômetro e chegou a marca dos vinte quilômetros em 57min14. Abraham Naibei Cheroben, atleta queniano naturalizado pelo Bahrein, que tem como melhor marca 58min40, tentou ir junto, mas mesmo assim passou os 20 quilômetros 14 segundos atrás.

Jemal Yemer da Etiópia e Aron Kifle da Eritréia vinham um pouco atrás, disputando o bronze. Mais 1.097 metros mantendo o ritmo de 2min36/quilômetro e Geoffrey Kipsang Kamworor, atual campeão da Maratona de Nova Iorque, conquistou o tricampeonato mundial com o tempo de 1hr00min02.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Abraham Naibei Cherobe do Bahrain, com 1hr00min22, ficou com a prata e  Aron Kifle da Eritréia, com 1hr00min31, recorde pessoal, ficou com a medalha de bronze. Na competição por equipes também deu Etiópia.

Resultados
Feminino

1. Netsanet Kebede (ETH) – 1h06min11 WR
2. Joyciline Jepkosgei (QUE) – 1h06min54
3. Pauline Kamulu (QUE) – 1h06min56s
4. Eunice Chumba (BRN) – 1h07min17
5. Zeineba Yimer (ETH) – 1h08min07

83.Tatiele Carvalho (BRA) – 1h16min58

Equipes: Etiópia, Quênia e Barhain

Masculino

1. Geoffrey Kamworor (QUE) – 1h00min02
2. Abraham Cheroben (BRN) – 1h00min22
3. Aron Kifle (ERI) – 1h00min31
4. Jemal Yimer (ETH) – 1h00min33
5. Getaneh Molla (ETH) – 1h00min47

Equipe: Etiópia, Quênia e Bahrain

Comentários

Tags:, , ,
Nelson Evêncio
Graduado em Educação Física. Pós Graduado em Treinamento Desportivo, Administração e Marketing Esportivo. Treinador Nível II pela IAAF. Presidente a ATC- Associação dos Treinadores de Corrida de 2009 a 2017.
Publicidade

Calculadoras Webrun

Publicidade