Níveis baixos de vitamina D no organismo: o que fazer?

Níveis baixos de vitamina D no organismo: o que fazer?
Foto: Adobe Stock

A Vitamina D é considerada um dos hormônios mais poderosos que nosso corpo produz. Ela é responsável por modular até 3% de todo nosso genoma. Ou seja, como o nosso material genético vai se expressar, além de participar fortemente da chamada homeostase no corpo, que nada mais é do que o equilíbrio do nosso metabolismo.

Existem duas fontes principais de produção desse hormônio no organismo, a primeira é por meio de dieta alimentar, que contribui de 10% a 20%, já os outros 80% a 90% são produzidos endogenamente, via tecidos cutâneos após a exposição à radiação ultravioleta B.

+ Siga o Webrun no Instagram!

No caso da produção endógena, se o indivíduo não toma sol adequadamente, já é um fator de deficiência da Vitamina D. Isso, porque o organismo precisa dos raios ultravioletas para produzir a colecalciferol, que é um tipo de vitamina produzida pela pele quando exposta ao sol. Sendo assim, depois vai para o fígado e rins para se transformar na Vitamina D ativa. Essa, que é o calcitriol (vitamina que aumenta a absorção de cálcio pela via intestinal, inibindo a excreção deste mineral pelos rins).

No entanto, outro ponto são os cofatores de ativação da Vitamina D, para o Dr. Fábio Gabas, médico de saúde integrativa, neurocientista e pesquisador: “as pessoas que possuem deficiência de magnésio acabam não produzindo adequadamente o paratormônio, também conhecido como hormônio da paratireóide, ou não possuem a Vitamina A que é a responsável pela qualidade do receptor da Vitamina D”.

+ Faça sua inscrição para seu próximo desafio!
+ Participe de um desafio virtual.

Desse modo, ela terá problema não só na produção dessa vitamina como também na função, sendo fundamental que tudo isso esteja em ordem para que faça o devido efeito. A deficiência de Vitamina D não é observada somente pela falta de ingesta, mas também pela deficiência de magnésio, Vitamina A, do paratormônio e também do sol.

Níveis baixos de vitamina D no organismo: o que fazer?
Foto: Adobe Stock

Podendo ser ingerida também pela alimentação, a Vitamina D é produzida em 80% através da produção endógena. Ou seja, possui sua origem, desenvolvimento ou reprodução no interior do tecido, de um órgão ou organismo. Os alimentos que possuem a Vitamina D são os peixes de águas frias, o salmão especialmente, os ovos, carnes, leites e de fonte vegetal podemos encontrar a Vitamina D2 nos fungos que são muito ricos em Vitamina D vegetal.

Segundo o Dr. Fábio, a Vitamina D é considerada lipossolúvel, ou seja, são vitaminas solúveis em moléculas orgânicas, como as também vitaminas A, B, E e K, então é importante que quando formos ingeri-la, que seja conjuntamente com alimentos que tenham gordura, óleo, óleo de coco, ômega 3 ou alimentos gordurosos, porque ela necessita desse meio lipossolúvel para ser absorvida.

Leia também:
– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance
– Alimentação pré e pós treino: o que consumir?
– Exercícios para manter o core fortalecido
– 6 dicas para começar adotar hábitos saudáveis
– Má postura no exercício ou no dia a dia? Dor no ombro ao correr? Confira as dicas do ortopedista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts