Vivendo em uma redoma de vidro

Preciso morar aí dentro! (foto: stock.xching)
Preciso morar aí dentro! (foto: stock.xching)

São Paulo(na manicure…) – As vezes acho que nós corredores devemos viver em uma redoma de vidro onde nada de ruim acontecesse, pois qualquer vacilo de nossa parte coloca dias e até meses de treino a perder. Na última sexta-feira tinha um teste marcado e minutos antes de sair de casa dou um grande berro de dor.

Por descuido deixei cair um peso sobre o dedão do pé. Vi estrelas já que estava descalço. No hospital deram-me duas alternativas: arrancar a unha (com anestesia local) ou fazer um curativo e esperar que a unha, hoje mole e quebrada, caia sozinha.

Optei pela segunda escolha já que isso não vai me impedir (assim espero) de colocar um calçado fechado. Se optasse pela primeira, teria que ficar alguns dias de chinelo. Nem preciso falar que nesta altura do campeonato isto é inviável.

Amanhã inicia-se a nova fase de treino vamos ver em que pé (dedo?) estou!

Este texto foi escrito por: Harry Thomas Jr.

Redação Webrun

Redação Webrun

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!

Ver todos os posts